Saúde

Governo de São Paulo cogita 4ª dose, mas precisa terminar anteriores antes

Governo de São Paulo analisa o uso de quarta dose da vacina para população geral, no entanto, precisa colocar vacinas em dia para mais de 2 milhões de pessoas atrasadas

3 min de leitura
07 Fev 2022 - 15h00 | Atualizado em 07 Fev 2022 - 15h00

A Coordenadora do programa de imunização, Regiane de Paula, disse neste sábado (5) que o governo de São Paulo cogita aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid-19 para toda a população. Para pessoas imunossuprimidas a dose extra já é permitida desde o dia 21 de dezembro de 2021. No entanto, antes do projeto sair do papel “é necessário terminar a aplicação da terceira dose, a de reforço, a todos os elegíveis antes”, disse Regiane numa coletiva de imprensa durante o ‘Dia C’.

Mas não para por aí. Andando de mãos dadas com a vacinação infantil e aplicação da dose de reforço, o governo paulista está focado em quem não completou o esquema vacinal, 2,2 milhões de pessoas estão com a segunda dose atrasadas. Neste começo de ano 10 milhões de pessoas estariam em condição para tomar a terceira dose.

São Paulo é a capital com o maior índice de vacinação do Brasil, com 85.76% da população imunizada com pelo menos uma dose contra a Covid-19, o equivalente a 40.3 milhões de residentes.


Campanha 'Dia C da Vacinação' promovida pelo governo ocorreu sabado(5). (Foto: Reprodução/ Carlos Mendonça)


O “Dia C de Vacinação” é a campanha promovida pelo governo paulista para ampliar a imunização de crianças entre 5 a 11 anos contra a Covid-19. Espalhados pelos 645 municípios do estado mais de 5 mil postos já vacinaram 1.746.033 de crianças, representando 43.61% do público estimado.

Países como Chile e Israel a 4ª dose da vacina já está disponível para as pessoas. Além das imunossuprimidas, no Chile a dose é aplicada em pessoas acima de 55 anos e em Israel acima dos 60 anos e profissionais da saúde. Na comunidade cientifica não há um consenso sobre a dose extra. No final de dezembro de 2021 o diretor do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas e Alérgicas, Anthony Fauci, disse numa entrevista para rádio americana que ainda é cedo para falar em uma nova dose sendo que ainda é necessário acompanhar os efeitos da terceira dose.

 

Foto Destaque: Técnica de enfermagem Rayssa de Sousa aplicando primeira dose em Ana Mercedes, de 6 anos. Reprodução/ ANA BRANCO / Agência O Globo

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo