Notícias

Governo Federal avalia retorno do horário de verão

O Ministério de Minas e Energia planeja um possível retorno do Horário de Verão, extinto em 2019, uma vez existindo sustentação técnica para tal medida. 

3 min de leitura
06 Set 2022 - 22h37 | Atualizado em 06 Set 2022 - 22h37

Após três anos da extinção do horário brasileiro de verão, o governo federal anunciou na última terça-feira (06), que estaria avaliando a possibilidade de um retorno. O interesse no desenvolvimento de um questionamento acerca da decisão tomada pelo Governo Federal na época partiu do Ministério de Minas e Energia, o qual solicita, pela segunda vez, uma nova análise do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

O Governo Federal está planejando a possibilidade de retorno do horário de verão, encerrado em 2019, posteriormente à decisão do Ministério de Minas e Energia mostrar que o cidadão brasileiro teria uma economia de R$ 100 milhões com o fim da medida até então vigente. O MME solicitou ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estudos sobre a medida.

Por que o Horário de Verão havia deixado de existir?

O horário de verão teve os seus dias contados em abril de 2019, através de um decreto realizado pelo presidente Jair Bolsonaro, baseando-se em estudos produzidos, na época, pelo Ministério de Minas e Energia. Com os estudos em análise foi possível verificar uma baixa eficiência e efetividade no que diz respeito à economia de energia. Além disso, estudos complementares da área da saúde mostraram a importância do horário de verão no relógio biológico das pessoas.

Analisando de forma mais específica à economia de energia, alguns relatórios apontaram neutralidade na mudança de energia, enquanto outras apontaram para aumento. O ministério avaliou o resultado regulatório da extinção do horário de verão, e apontou que a economia de energia com a medida foi sendo reduzida nos últimos anos.


Governo Federal extinguiu horário de verão (Foto: Divulgação/Agência Brasil)


A diminuição da economia do horário de verão começou a ser notada e questionada em 2017, segundo fontes do MME, quando foi registrada uma redução de consumo da ordem de 2.185 megawatts, proporcional a cerca de R$ 145 milhões. No ano de 2013, a economia havia sido de R$ 405 milhões, tendo uma queda de R$245,5 milhões, em 2016, fechando no valor de R$ 159,5 milhões, uma redução de 60%.

Mesmo durante período em que o Horário de Verão estava em vigor, apenas os seguintes estados seguiam tal parâmetro: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.
 
Agora, cabe à ONS verificar se a medida poderá vigorar novamente, conduzindo o governo ao caminho mais assertivo. 
 
Foto Destaque: Horário de verão. Reprodução: O Globo.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo