Funeral do Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II foi realizado em Windsor

Publicado 17 de Apr de 2021 às 15:09

O funeral do Príncipe Philip, que morreu no dia 9 de abril, foi realizado neste sábado (17) em Windsor, na Inglaterra. De acordo com o protocolo de segurança contra a Covid-19 no Reino Unido os funerais podem acontecer com apenas 30 pessoas, por isso a quantidade de pessoas na cerimônia contou somente com a presença de alguns familiares, entre eles, a Rainha Elizabeth II, os filhos da Rainha, Príncipe Charles  e Príncipe Andrew e os netos Príncipe William e Príncipe Harry.

 

O corpo de Philip foi levado para o mausoléu da família real e velado na Capela de São Jorge, dentro do Castelo de Windsor, onde ele morou durante 70 anos com a Rainha Elizabeth. Todas as pessoas que participaram da cerimônia respeitaram o código de segurança, ficando a 2 metros de distância, inclusive Elizabeth II e usaram as máscaras de proteção.


Príncipe Charles e Camilla visitam Marlborough House e se emocionam com homenagens ao Príncipe Philip

Príncipe William se posiciona contra acusações de racismo feita por Meghan e Príncipe Harry

Príncipe William e Príncipe Charles dizem estar tristes: Meghan Markle e Príncipe Harry deram entrevista a Oprah Winfrey sobre a família real


Elizabeth escreveu uma carta a próprio punho e colocou no caixão, na carta ela assinou como “Lilibet” - seu apelido de infância, da mesma maneira que o Duque de Edimburgo a chamou durante 70 anos. O conteúdo escrito na carta não foi divulgado, pois se tratava de detalhes pessoais privados da Rainha.

 

O caixão foi carregado por oito oficiais da guarda pessoal da rainha, porém não participaram da cerimônia. Em cima do caixão que carregaram, foi colocado o chapéu naval, a espada e uma coroa e o estandarte do Philip. O reverendo de Windsor e o líder da Igreja Anglicana, arcebispo de Canterbury, fizeram uma saudação especial, porém também não fizeram parte da contagem oficial de participantes. 


Rainha Elizabeth II e família real. (Foto: Reprodução/Getty Images)


Nessa cerimônia os convidados usaram roupas civis ao invés de trajes militares. Segundo o G1, o não uso dos uniformes tradicionais “está sendo apontado como um aceno da rainha para o neto, príncipe Harry”. Pois, os príncipes Harry e Andrew que perderam suas condecorações após se afastarem da família real não poderiam vestir os trajes, seriam os únicos com roupas civis. 

 

 

(Foto destaque: Família real no funeral do Príncipe Philip. Reprodução/Molly Darlington/Reuters)

Deixe um comentário