Notícias

Flordelis é condenada a 50 anos pelo assassinato do marido

Ex-deputada federal Flordelis é condenada a 50 anos e 28 dias pelo assassinato do seu marido Anderson do Carmo, ao todo oito pessoas foram condenadas por participação do crime.

3 min de leitura
13 Nov 2022 - 19h20 | Atualizado em 13 Nov 2022 - 19h20

A ex-deputada federal Flordelis foi condenada a 50 anos e 28 dias neste domingo (13) pelo assassinato do seu marido Anderson do Carmo. Flordelis foi condenada a homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificada, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica de Flordelis, foi condenada a 31 anos, 4 meses e 21 dias por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e associação criminosa armada. Enquanto os filhos adotivos, Marzy Teixeira e André Luiz de Oliveira, e a neta, Rayane dos Santos, foram absolvidos. A defesa de Flordelis anunciou que vai buscar a anulação do júri, sob o argumento que a decisão foi influenciada pela cobertura da mídia no caso e que não existe prova suficiente para a condenação 


Lucas César dos Santos de Souza e Flávio dos Santos Rodrigues durante o seu julgamento. Thomaz Silva/Agência Brasil


O caso aconteceu em junho de 2019, quando Anderson do Carmo foi assassinado com 30 tiros na garagem de sua casa em Niterói. Os primeiros a serem presos foram Flavio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos Souza. Lucas chegou a negar participação no crime, na prisão ele assumiu a responsabilidade pelo assassinato em uma carta, mas pouco tempo depois ele negou a autoria da carta, relatando que apenas havia copiado um documento que Flordelis tinha lhe mandado. Em agosto de 2021, Flordelis teve a sua prisão preventiva declarada.

Segundo investigações, Flordelis já tinha tentado matar Anderson por envenenamento em pelo menos 6 ocasiões desde 2018. A razão, segundo o inquérito da Polícia Civil, foram questões financeiras e de poder na família. Ao todo 8 pessoas foram condenadas por participação no crime e 3 foram inocentadas.

Confira a seguir quem foi condenado:

Flordelis dos Santos Souza: condenada a 50 anos e 28 dias por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificada, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Lucas Cézar dos Santos Souza: filho adotivo de Flordelis que teve sentença reduzida por colaborar com a investigação, condenado a 7 anos e seis meses por homicídio triplamente qualificado.

Flávio dos Santos Rodrigues: filho biológico de Flordelis, condenado a 33 anos e 2 meses por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada.

Marcos Siqueira Costa: ex-policial militar acusado de participar na confecção da carta de Lucas, condenado a 5 anos e 20 dias em regime semiaberto por uso de documento falso e por associação criminosa armada.

Andrea Santos Maia: esposa de Marcos Siqueira Costa, acusada de participar na confecção da Carta de Lucas, condenada a 4 anos, 3 meses e 10 dias em regime semiaberto por uso de documento falso e por associação criminosa armada.

Adriano dos Santos Rodrigues: filho biológico de Flordelis, condenado a 4 anos, 6 meses e 20 dias em regime semiaberto por uso de documento falso e por associação criminosa armada.

Carlos Ubiraci Francisco da Silva: filho afetivo de Flordelis, condenado a 2 anos, 2 meses e 20 dias em regime semiaberto por associação criminosa.

Simone dos Santos Rodrigues: filha biológica de Flordelis, condenada a 31 anos e 4 meses por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa armada.

 

Foto em Destaque: Flordelis durante o seu julgamento. Brunno Dantas/TJRJ

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo