Esportes

Flamengo vai ao STJD e solicita o não reconhecimento de liminar que impede a volta do público para o clube carioca no brasileirão

Flamengo alega que liminar da CBF e outros clubes não cumpriu com o compromisso referente ao prazo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva além de reiterar a vontade dos outros times pelo retorno do público para o campeonato brasileiro em primeiro

3 min de leitura
21 Set 2021 - 21h00 | Atulizado em 21 Set 2021 - 21h00

Flamengo, nesta segunda-feira (20), entrou com pedido pelo não reconhecimento dos recursos de 17 clubes e da CBF que vão contra a liminar que liberaria a torcida nos jogos do rubro-negro. O clube carioca contesta que a ação feita pela CBF e os outros clubes ao tribunal desportivo foi realizada após o fim do prazo estipulado no Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O Flamengo citou o artigo 138 do CBJD, o qual prevê três dia "contados da proclamação do resultado do julgamento" tendo em vista recursos voluntários. Já “no caso em tela, a decisão liminar foi deferida em 4 de agosto de 2021, ou seja, há mais de 40 (quarenta) dias... de modo que a intempestividade é indubitável", o qual defende o Flamengo. 


Presidente e vice, Rodolfo Landim (esquerda) e Rodrigo Dunshee (direita), respectivamente. Reprodução: Agncia Foto BR


A CBF, por sua vez, afirmou ser notificado apenas no dia 14 de setembro, ainda dentro do prazo para recurso do CBJD. O julgamento do caso seria realizado nesta quinta-feira (23), todavia, foi desmarcado pois há um novo Conselho Técnico para acontecer no dia 28 entre os clubes. 

 

A suspensão da liminar que aprovava a presença do público flamenguista, em caso do rubro-negro sendo mandante, foi suspendida pelo presidente do STJD, Otávio Noronha e, posteriormente, nesta semana, pelo vice-presidente, Felipe Bevilaqua. 

 

https://lorena.r7.com/post/Com-o-objetivo-de-se-classificar-para-a-Libertadores-Sao-Paulo-enxerga-a-Copa-do-Brasil-como-um-caminho-mais-viavel

 

https://lorena.r7.com/post/Medina-e-tricampeao-mundial-da-WSL

 

https://lorena.r7.com/post/Diniz-fala-Nao-vim-para-um-time-de-Serie-B-vim-para-o-Vasco

 

O Flamengo reitera que não reconhece a legitimidade da ata da reunião do Conselho Técnico da CBF, realizada em 24 de março de 2020, a qual diz que os clubes concordaram em retornar com o público simultaneamente. Por essa razão, o clube carioca contesta os termos. O departamento jurídico do Flamengo salientou que nem a CBF, nem o Conselho Técnico teriam competência para decidir a presença ou não o retorno do público nos estádios, pois isso cabe somente ao governo municipal, pois ele é quem detém estrutura e capacidade científica para tratar do tema".

 

 A direita flamenguista ainda alegou que precisou vender atletas para poder “honrar seus compromissos, tendo em vista que uma parcela considerável de seu orçamento anual vem dos ingressos vendidos para as partidas. 

 

 

Foto destaque: torcida do flamengo no maracanã. Reprodução: TNT Sports

Deixe um comentário