Saúde

Especialistas apoiam o uso da vacina CoronaVac em crianças

Anvisa autorizou na última quinta-feira (20) o uso da CoronaVac em crianças a partir dos 6 anos. Com a aprovação, médicos e especialistas da área celebraram e apoiaram em virtude do imunizante ser eficiente e seguro

3 min de leitura
21 Jan 2022 - 10h30 | Atualizado em 21 Jan 2022 - 10h30

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou na última quinta-feira (20), o uso da vacina contra a covid-19, CoronaVac, em crianças e adolescente de 6 a 17 anos. Por consenso, os cinco diretores do órgão aprovaram a administração das doses durante videoconferência para analisar um pedido feito pelo Instituto Butantan para uso emergencial do imunizante. 

A liberação da CoronaVac para crianças com faixa etária a partir de 6 anos, foi bastante celebrada por médicos e representantes de sociedades científicas. Acerca da segurança da vacina, os pesquisadores da área afirmaram em entrevista ao g1, que a possibilidade de administrar mais de uma dose no público infantil é uma grande realização no combate à pandemia.

O presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Alberto Chebabo, disse que a aprovação da CoronaVac pelo órgão da Anvisa é uma grande conquista para o Brasil. "É uma vacina que se mostrou segura, os dados apresentados mostram uma efetividade muito boa nessa faixa etária, a vantagem de que temos uma grande quantidade dessa vacina produzida pelo Butantan, com uma facilidade de distribuição e conservação. Então é mais uma plataforma que a gente ganha para vacinar a população pediátrica e acelerar essa vacinação em todo o país", diz o presidente. 


Criança recebendo vacina. (Foto: Reprodução/Governo do estado de São Paulo)


A princípio, o Instituto Butantan, responsável pela fabricação da vacina, solicitou a autorização para administrar a vacina em crianças a partir de 3 anos, entretanto a Anvisa mencionou a existência de lacunas em estudos necessários para a comprovação da eficácia para o público infantil e, assim, o órgão decidiu regularizar a aplicação das doses de CoronaVac somente em crianças a partir de 6 anos.

Até o momento, apenas a vacina Pfizer estava aprovada para a administração em  crianças a partir de 5 anos, ainda assim, as doses importadas para o Brasil estão vindo em demandas insuficientes para atender todas as faixas de idade infantil. Na prática, a faixa etária que pode ser vacinada no Brasil não altera, contudo, com a adição e aprovação da CoronaVac em crianças, haverá uma grande oferta de vacinas. Inclusive, o Instituto Butantan já tem em estoque 10 milhões de doses prontas para serem administradas.

Ainda em entrevista ao g1, Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), interrogada sobre as consequências do uso da Coronavac no público infantil, evidenciou a ótima repercussão que o imunizante já adquiriu no Chile. "A aprovação da CoronaVac para uso em crianças e adolescentes pela Anvisa é uma excelente notícia. Uma vacina com uma plataforma bastante conhecida e usada em crianças, que se mostrou não só em estudos, que mostram eficácia e segurança, mas com dado de uso, como no Chile, com uma efetividade para prevenção de internações de mais de 90%, uma eficácia muito boa e uma efetividade positiva", finaliza Isabella.

 

Foto destaque: Médico segurando vacina. Reprodução/RF Studio/Pexels

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo