Notícias

Empresário morre em acidente causado por bloqueios nas estradas

Osmar Alceu Wichocki dirigia um caminhão a noite e na chuva quando bateu em uma carreta que estava parada em forma de protesto a vitória de Lula nas eleições.

3 min de leitura
01 Nov 2022 - 20h20 | Atualizado em 01 Nov 2022 - 20h20

O empresário Osmar Alceu Wichocki, de 56 anos, que é dono de uma rede de supermercados, morreu na noite desta segunda-feira (31) em um acidente no estado do Mato Grosso. O acidente aconteceu na BR-364, no Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, esse trecho é um dos que está sendo bloqueado por eleitores de Jair Bolsonaro (PL) que não aceitam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições.

Osmar estava dirigindo um caminhão e acabou batendo em uma carreta que estava parada na estrada como forma de manifestação, ele acabou ficando preso nas ferragens após o acidente, mas não resistiu, ele já estava morto quando os bombeiros retiraram seu corpo. O motorista da carreta que estava parada não sofreu nenhum ferimento. 

O trecho do acidente estava bloqueado desde a madrugada de segunda-feira, logo após a confirmação da vitória do candidato do PT. Este é um dos 23 trechos interditados por manifestantes pró-Bolsonaro nas rodovias estaduais e nacionais do Mato Grosso.


Trecho de rodovia bloquado por manifestantes pró-Bolsonaro (Foto: Reprodução/Folhapress)


A Associação de Supermercados do Mato Grosso (Asmat) junto com o Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Estado do Mato Grosso (Sincovaga-MT) emitiram uma nota lamentando a morte de Osmar Alceu Wichocki, que trabalhava como diretor administrativo e financeiro e como tesoureiro dos estabelecimentos. “Osmar era proprietário dos Supermercados Parque Cuiabá e Ipase, e fazia parte da Rede Serve Mais. Deixa esposa e filhos. Expressamos nossas mais sinceras condolências a todos os familiares e amigos".

Nesta segunda-feira, o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendeu a um pedido da Confederação Nacional dos Transportes e determinou a liberação das rodovias. A Polícia Rodoviária Federal será responsável por desocupar as estradas. E se o diretor da instituição descumprir a decisão, este será multado, e no momento, nenhuma decisão foi cumprida.

Foto destaque: Osmar Alceu Wichocki. (Reprodução/O Globo)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo