Música

Em entrevista a uma revista britânica, Nicki Minaj comenta sobre a representatividade negra na mídia

A rapper de 39 anos revelou que a geração atual se molda em um certo padrão estereotipado, e que artistas famosos devem se posicionar, independente da recepção da crítica.

3 min de leitura
10 Nov 2022 - 13h26 | Atualizado em 10 Nov 2022 - 13h26

Um assunto que era pouco falado nas grandes mídias e que veio à tona recentemente é a falta de representatividade negra imensa na mídia dos Estados Unidos. Diversos artistas, cantores, intelectuais e atores estão entrando na abordagem cada vez mais. E a cantora Nicki Minaj também não deixou de adentrar. Em entrevista para a revista britânica i-D, que contou com o intermédio da rapper americana JT, participante do grupo City Girls, Nicki revelou sua opinião acerca do tema, além de comentar sobre a sua posição no meio.

“Sempre houve uma falta de representação para as mulheres negras: assim que você começa a se tornar famosa, você deve a toda a cultura dizer coisas que outras mulheres negras podem repetir para se sentirem bem“, opinou Nicki Minaj.

A artista tocou em ponto interessante, afirmando que a questão estética no mercado é um ponto a ser levantado.“Quando você cresce e só vê pessoas com uma certa aparência nas capas das revistas, nos filmes e na TV, você pode começar a sentir: ‘Eu não sou bom o suficiente?’ Isso vem do desempenho também.”

A americana se emocionou ao falar de como ser uma celebridade a nível internacional pode afetar a vida de outras pessoas, principalmente na questão do empoderamento feminino. 

“Uma vez que você vê o olhar no rosto das pessoas quando elas estão cantando suas letras de volta para você, e a confiança e felicidade que elas estão tendo, faz você querer sempre empoderar as garotas para sentirem: ‘Ei, eu não preciso de um cara para qualquer coisa. Posso colocar minha mente em qualquer coisa que precise fazer, e fazê-lo tão bem quanto os homens sozinhos.’ Exceto para fazer sexo com um pênis, eu não sei sobre isso“, concluiu.


Nicki Minaj. (Foto: Reprodução/Instagram).


A artista também se considera uma lenda da indústria musical, e admitiu que, para ela, sua história nunca será esquecida: “Se eu nunca mais fizer rap, ainda deixarei esta terra como um ícone”.

Em outra parte da entrevista, Nicki Minaj revelou que o posicionamento é uma ferramenta de extrema importância na sociedade, apesar da atitude pode ser reprovada por algumas pessoas.

“Só porque uma pessoa revida, não significa que ela não tenha medo. Suprimi anos de coisas que eu queria dizer. As pessoas mentiram sobre mim, e eu não respondi. Sempre houve um nível de medo lá porque isso é um negócio“, iniciou

A rapper também revelou não ter medo de se expor e criticar a sociedade, mesmo que isso possa custar contratos milionários. “Este é um trabalho. E da mesma forma que as pessoas das nove às cinco podem perder o emprego e não conseguir pagar suas contas, um artista pode perder o emprego. Eles podem perder seu lugar; eles podem perder seu dinheiro. Então, sempre há alguma reserva lá. Mas decidi que tenho que falar agora“, disse.

Finalizando a entrevista, Nicki rebateu as críticas que vinha recebendo por conta de seu posicionamento ativo em relação a pautas pouco abordadas na mídia, mas diz que não liga mais para a opinião alheia, pois, segundo ela, não deve nada a ninguém.

“Você sabe, eu vejo a comunidade do hip-hop elogiar tantas outras pessoas por falarem por si mesmas, mas por algum motivo eles parecem ter um problema quando eu faço isso. Uma vez que percebi que existe esse duplo padrão, decidi que não dou mais a mínima. Acho que há um pouco menos de medo agora neste ponto da minha carreira porque percebo que meus fãs não vão a lugar nenhum. Eu paguei minhas dívidas.“


Clipe de "Super Freaky Girl". (Reprodução/Youtube).


A artista também se considera uma lenda da indústria musical, e admitiu que, para ela, sua história nunca será esquecida: “Se eu nunca mais fizer rap, ainda deixarei esta terra como um ícone”.

Recentemente, a cantora de 39 estourou no mundo todo com seu hit “Super Freaky Girl”. Graças a recepção positiva, a rapper revelou que seu mais novo álbum, que não havia data prevista de lançamento, pode chegar às plataformas de música mais cedo do que esperavam. 

A intenção de Nicki é entregar o melhor trabalho de sua vida, muito em conta do que o mundo passou com a covid-19. Segundo ela, a produção do novo álbum será acelerada para agradar os fãs, e provavelmente estará disponível no final deste ano.

 

Foto destaque: Nicki Minaj. Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo