Notícias

Em 100 dias, mais de 26 mil pessoas utilizaram canal para denúncias de telemarketing abusivo

Cerca de 26.674 pessoas utilizaram a plataforma para denunciar casos de telemarketing abusivo. Desse total, 92% das vítimas disseram não ter relação com empresas denunciadas.

3 min de leitura
04 Nov 2022 - 17h30 | Atualizado em 04 Nov 2022 - 17h30

Em apenas 100 dias de funcionamento, o canal para denúncias de telemarketing abusivo registrou 26.674 mil atendimentos de pessoas incomodadas com esse tipo de serviço. A plataforma tem como objetivo, atender queixas das pessoas que não autorizaram empresas a ligar para suas casas, oferecendo produtos ou serviços e foi criada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

92% do total das denunciantes afirmaram não ter relação alguma com as empresas, ou seja, não contrataram nenhum serviço. Além disso, 99% declararam não haver concedido permissão para a empresa oferecer produtos e serviços via telefone.


Denúncias podem ser feitas de todas as regiões do Brasil. (Foto: Reprodução/CNN Brasil)
Denúncias podem ser feitas de todas as regiões do Brasil. (Foto: Reprodução/CNN Brasil)


De acordo com a Senacon, o canal é de amplitude nacional, ou seja, pessoas de todo o país podem livremente usar a ferramenta.

Entre os estados da federação, Minas Gerais é o que apresenta maior número de denúncias, cerca 8.800. Em seguida, aparecem São Paulo e Rio de Janeiro, com 6,3 mil e 1,1 mil, respectivamente. Bancos, operadoras de celular e TV por assinatura lideram as denúncias.

Como denunciar ligações indesejáveis?

Para denunciar, o consumidor deve preencher o formulário eletrônico com a data e o número de origem da chamada com DDD (se houver), o nome do telemarketing ou qual empresa ele representa e se foi dada a permissão para oferta de produtos e serviços.

As denúncias serão investigadas pela Senacon e encaminhadas aos Procons para análise e eventual abertura de processo administrativo pela prática abusiva, quando necessários.

Sobre a plataforma para denúncias

Desenvolvido pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, o Consumidor.gov.br é monitorado em conjunto com os Procons, Defensorias Públicas, Ministérios Públicos, Agências Reguladoras, entre outros órgãos públicos, e também por toda a sociedade. 


Plataforma para denúncias. (Foto: Reprodução/Secretaria Nacional do Consumidor)

Plataforma para denúncias. (Foto: Reprodução/Secretaria Nacional do Consumidor)


A Senacon é a responsável pela gestão, disponibilização e manutenção da plataforma, bem como pela articulação com demais órgãos e entidades do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor que, por meio de cooperação técnica, apoiam e atuam na gestão operacional do serviço e também na análise estratégica de sua base de dados.

As reclamações registradas na plataforma são acompanhadas de forma coletiva, pois o foco desse monitoramento é o aprimoramento de políticas de defesa dos consumidores que possam beneficiar toda a sociedade.

 

Foto destaque: Em apenas 100 dias, 26 mil pessoas utilizaram canal para denúncias de telemarketing abusivo. Reprodução/CNN Brasil

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo