Notícias

Eduardo Leite oficializa renuncia ao governo do RS

Após ‘decisão muito difícil’, Eduardo Leite transmite cargo para Ranolfo Júnior e deve discutir com o PSDB possível pré-candidatura à Presidência da República.

3 min de leitura
01 Abr 2022 - 09h13 | Atualizado em 01 Abr 2022 - 09h13

Eduardo Leite (PSDB-RS) oficializou sua renúncia ao governo do Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (31), passando o cargo ao seu vice, Ranolfo Vieira Júnior. Em seu discurso de despedida, o agora ex-governador chamou atenção para a possibilidade de sua candidatura às eleições presidenciais de 2022, ao dizer que se apresenta como “representante de uma nação”.

O que estamos vivendo nesse início de noite é um desfecho de uma decisão muito difícil, tomada diante de muita reflexão, mas eu não podia me omitir, ninguém pode se omitir. Eu não saio, eu me apresento. Me apresento como representante de uma nação que não se conforma como uma armadilha política, com ânsia de futuro, com vontade de trabalhar”, afirmou.

O ex-governador evitou comentar qualquer coisa a respeito da possível desistência de João Doria na disputa presidencial.

"Eu não tenho nenhuma manifestação a respeito de algo que não é oficial", disse.

Sobre seu substituto, Leite disse que “Ranolfo tem a tarefa de conduzir a seu modo, a seu estilo, a mesma agenda de impacto que implementamos para aumentar a competitividade do estado e melhorar a vida das pessoas que moram aqui”.


 Solenidade de transmissão de cargo de governador de Eduardo Leite para Ranolfo Vieira Júnior (Foto: Reprodução / Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini / G1)


Ranolfo Júnior assumiu o comando do Palácio do Piratini a partir das 17h30, em cerimônia na Assembleia Legislativa do estado (AL-RS).

"Momento de muita emoção liderar a sociedade gaúcha. É uma vida, me preparei para isto. Não vamos reinventar a roda. Vamos dar seguimento a tudo isso que foi feito até aqui. Conseguimos o equilíbrio fiscal e vamos seguir nesta linha", declarou, na chegada ao parlamento gaúcho.

O novo governador lembrou que tem nove meses de trabalho restantes no cargo e afirmou que esse tempo será marcado pela continuidade do trabalho realizado pelo seu antecessor.

Ranolfo prometeu seguir a política fiscal de Eduardo Leite em seu governo. "Resistência à demagogia, à solução fácil e à irresponsabilidade na gestão. Abertura às mudanças para sair da zona de conforto e enfrentar os problemas sem medo", defendeu.

Ranolfo Vieira Júnior também prometeu trabalhar para que o estado seja competitivo no ambiente de negócios e que supere impasses.

Um de seus primeiros desafios no novo cargo será a montagem de parte do secretariado do qual, doze, de vinte e cinco secretários, vão deixar os cargos para concorrer nas próximas eleições. Mas Ranolfo afirmou que não pretende passar de segunda-feira sem anunciar o novo secretariado.

O ex-vice-governador e secretário de segurança pública desde 2019, Ranolfo Vieira Júnior, já foi diretor do departamento estadual de investigações criminais por seis anos e chefiou a polícia do Rio Grande do Sul de 2011 a 2014. Ele também foi professor da Ulbra e da academia de polícia.

 

Foto Destaque: Eduardo Leite em anúncio de saída do governo do RS, há tês dias. Reprodução/ Gustavo Mansur / O Globo

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo