Notícias

É preciso maior participação dos jovens na vida pública, afirma Gabriel Inácio

Gabriel Inácio aponta a importância da inclusão dos jovens abaixo dos 30 anos em temas da vida pública.

3 min de leitura
26 Set 2022 - 17h02 | Atualizado em 26 Set 2022 - 17h02

Para a eleição desse ano, o Brasil bateu recorde no cadastro eleitoral de jovens, com mais de 2 milhões de novos eleitores entre 16 e 18 anos. O número representa um aumento de 47,2% em relação ao processo eleitoral de 2018, segundo a pesquisa Juventudes no Brasil, coordenada pelo Observatório da Juventude na Ibero-América e realizada em parceria com pesquisadores de três universidades públicas sediadas no Rio de Janeiro: a Universidade Federal Fluminense, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

No entanto, embora tais números sejam bastante significativos, o político Gabriel Inácio, da cidade de Anápolis/GO, tem buscado uma maior integração e maior conscientização dos jovens nessa faixa etária. “Os números na verdade mostram que esse público jovem está cansado das lideranças atuais e quer ter voz nas eleições que se aproximam. Não diria que foi um crescimento no numero de eleitores por vontade de participação na vida pública, mas por uma questão de protesto, que foi amplamente incentivado por grandes influenciadores da internet e da música.

Gabriel Inácio ressalta também que, quando o assunto é vida pública, ainda percebemos pouca participação dos jovens além do voto. “Os dados da mesma pesquisa mostram que 72% dos jovens entrevistados nem mesmo conversavam sobre esse tema. Isso é preocupante. Muitos não percebem a importância de participarem da vida pública e costumam achar que política é uma perda de tempo, que não vale a pena investir tempo nem energia nisso.

Para Inácio, é preciso mudar a cultura e o pensamento dos jovens sobre o tema. “É função dos que hoje ocupam cargos públicos e estão no poder mostrar que a juventude pode colaborar com ideias que podem transformar áreas como o esporte, o lazer, o transporte e tantas áreas de uma cidade, de um estado e de um país. Contudo, é importante destacar que essa carência de jovens na vida pública não é só no Brasil. Os jovens representam quase metade da população mundial, porém apenas 2,6% dos parlamentares do planeta têm menos de 30 anos."

Segundo as Nações Unidas, a idade média de um líder político é 62 anos. Por isso, Gabriel Inácio acredita que é preciso ampliar a participação na vida pública das pessoas abaixo dos 30, especialmente num momento de vários desafios, como a crise climática, conflitos e desigualdades. “Sinto-me na obrigação de contribuir e falar da minha experiência com esses jovens. Acredito que isso é uma maneira de inspirar tantos meninos e meninas a lutarem por um país bem melhor. Só assim eles poderão ter mais vontade de participar, votar, cobrar e ajudar a criar políticas públicas mais eficazes para toda a juventude”, conclui.

Foto Destaque: Reprodução

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo