Cinema/TV

Crítica - 'Peacemaker': Série conclui temporada com final explosivo

James Gunn conseguiu criar uma das séries mais populares do ano com um dos personagens mais obscuros do universo da DC. O episódio final da temporada de 'Peacemaker' teve a maior estreia de um episódio de série na HBO Max.

3 min de leitura
18 Fev 2022 - 22h00 | Atualizado em 18 Fev 2022 - 22h00

James Gunn é simplesmente a melhor coisa que poderia ter acontecido para a DC. O episódio da última quinta-feira (17) de Peacemaker concluiu a temporada de uma das melhores séries do ano com um estrondo digno do diretor. Após passar anos com problemas para desenvolver um universo conectado que fizesse frente ao poderoso MCU, da Marvel, a gigante dos quadrinhos finalmente achou a pessoa perfeita para guiar seu universo. De maneira cômica, ele veio logo da distinta concorrência.

Gunn conquistou a audiência ao redor do mundo com a franquia dos ‘Guardiões da Galáxia’ (2014), que juntou vários personagens desconhecidos dos quadrinhos da Marvel e os tornou uma das equipes mais amadas do cinema. Após assinar com a DC, o diretor e escritor replicou sua fórmula de sucesso com o longa ‘O Esquadrão Suicida’ (2021). Agora, James Gunn mostrou que consegue trazer sua fórmula característica de unir personagens desconhecidos com humor e bastante emoção, para um novo meio, a televisão.

‘Peacemaker’ é uma das melhores séries do ano e arrisco a dizer que talvez faça parte do top 3 de melhores séries de super-heróis, ranking para mim liderado pela popular série do Demolidor, da Marvel. A série é uma continuação do personagem apresentado em ‘O Esquadrão Suicida’.



O oitavo episódio da série, “It’s Cow or Never”, trouxe uma batalha entre a equipe de Christopher Smith/Peacemaker (John Cena) e as borboletas alienígenas que infiltraram o planeta. Com o tempo correndo para o teletransporte da “Vaca”, animal alienígena que produz o alimento necessário para as borboletas, a equipe decide usar o capacete do Peacemaker que emite uma explosão sônica, visto no primeiro episódio, para destruir o celeiro que abriga a “Vaca”.

Obviamente, as coisas não acontecem da maneira esperada e o capacete não é colocado no subterrâneo junto da criatura, no entanto, as explosões causam dano suficiente para tombar o celeiro e danificar o equipamento de teletransporte.

Após a explosão, Gunn entrega uma cena de ação digna da tela de cinema. Peacemaker, Vigilante (Freddie Stroma) e Harcourt (Jennifer Holland) matam diversas borboletas em uma batalha que permite a entrada de Peacemaker no celeiro. Vigilante e Harcourt levam tiros, com a líder da equipe ficando em estado grave.

Em uma reviravolta digna de Gunn, uma das borboletas chamada Goff, aquela que o herói havia cuidado em sua casa, revela que o plano dos alienígenas na verdade não é tão malvado. Os seres vieram após a destruição de seu planeta e descobriam que a falta de recursos que acabou com a sua casa estava destinada a ocorrer na Terra. As borboletas então decidiram tomar controle da população para impedir o fim do planeta.

Após a explicação, Peacemaker pondera a moralidade de suas ações em um momento silencioso que mostra a incrível evolução de John Cena como ator. Ele finalmente entende que a sua busca desenfreada pela paz, matando quem quer que estivesse no caminho de seu objetivo, era tão errada quanto a atitude das borboletas.

O anti-herói então decide ativar o capacete utilizado por Adebayo (Danielle Brooks), que transforma a agente em um torpedo humano e mata a “Vaca”. Peacemaker poupa a vida de Goff e na última cena da temporada temos a visão triste do personagem sentado ao lado de Goff e dando o último alimento que restou da “Vaca” para a borboleta. Implícito no momento de que a vida da borboleta está fadada a um fim trágico e próximo.


John Cena em cena da série como o Peacemaker (Reprodução/HBO Max)


Antes disso, porém, tivemos uma surpresa gigantesca. Ao sair do celeiro, a equipe se reúne e dá de cara com a Liga da Justiça, que havia sido mencionada no começo do episódio. O Super-Homem e a Mulher Maravilha se mantêm nas sombras, visto que Henry Cavill e Gal Gadot não gravaram cenas para a série, mas temos uma conversa engraçada entre o Aquaman (Jason Momoa) e o Flash (Ezra Miller), com os heróis comentando o rumor de que o Aquaman transaria com peixes.

O momento é incrível e serve para conectar a pequena série ao expansivo universo da DC. A atração foi marcada por diversas piadas relacionadas aos heróis da DC e ter esse momento validado no episódio final da série com a presença de dois grandes astros do cinema é um feito que realmente só poderia ter sido conseguido por James Gunn.


A Liga da Justiça no finale de 'Peacemaker' (Reprodução/HBO Max)


A primeira temporada de ‘Peacemaker’ é um grande sucesso, uma jornada repleta de momentos emocionantes, cenas hilárias, roteiro impecável, atuação nota 10, trilha sonora envolvente e muito mais. Na verdade, eu poderia escrever tranquilamente algumas páginas elogiando tudo o que a série conseguiu atingir, mas é mais simples deixar a atração falar por si. Um episódio de ‘Peacemaker’ é tudo que o espectador precisa para se apaixonar por essa série e seu grupo de personagens maravilhosos.

Em resumo, ‘Peacemaker’ é uma série que atinge todos os quesitos necessários para se tornar um verdadeiro clássico. Uma vitória para a DC, que finalmente parece entender o desejo do público e mostra estar no caminho certo com a maior diversificação de produções com diretores intrigantes como James Gunn no comando.

‘Peacemaker’ foi renovada para a 2ª temporada, ainda sem data de estreia. A 1ª temporada da série conta com 8 episódios e pode ser vista na HBO Max.

 

Foto Destaque: Material promocional da série. Reprodução/HBO Max

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo