Saúde

Coronavírus: Infectologistas voltam a defender uso das máscaras e pedem por mais vacinação

Recente aumento de mortes e casos da Covid - 19 devido a nova subvariante BQ.1, fez com que a SBI por meio de nota técnica, defendesse medidas para o atual cenário de crescimento dos casos, como a volta do uso de máscaras.

3 min de leitura
12 Nov 2022 - 19h49 | Atualizado em 12 Nov 2022 - 19h49

O Brasil vem registrando aumento de casos de Covid - 19, segundo os dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa e divulgado na última sexta feira (11), o país registrou 20.914 novos casos em 24 horas, com uma média móvel nos últimos sete dias de 8.454, sendo o maior número de casos computados desde último 31 de agosto, quando foram registrados 61.085. "Pelo menos em quatro estados da federação, já se verifica com preocupação uma tendência de curva em aceleração importante de casos novos de infecção pelo SARS-COV-2 quando comparado com o mês anterior". Informa o Boletim Infogripe da Fundação Oswaldo Cruz, divulgados no dia 10.  

Esse aumento foi impulsionado pela nova subvariante da ômicron BQ.1 e de outras variantes, o que fez com que a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) por meio de nota técnica de alerta, defendesse medidas para o atual cenário de crescimento dos casos, para se barrar um factível aumento de internações, e consequentemente superlotação e mortes, além de otimização da vacinação e pôr fim a volta das máscaras. A nota técnica foi assinada por Alberto Chebabo, presidente da SBI.  


Teste de Covid. (Foto: Reprodução/Horth Rasur)


Medidas para prevenir aumento de casos e mortes 

A SBI ainda solicitou que a ANVISA, o CONITEC e o Ministério da Saúde, redobrem a atenção de forma excepcional as medidas que foram sugeridas, sendo a primeira delas a otimização do aumento da vacinação contra a covid -19, ainda mais no que diz respeito as doses de reforços, sendo as coberturas avaliado pela SBI como insatisfatório. Além disso, os infectologistas recomendam que, sejam garantidas doses cabais da vacina para imunizar o público infantil - de seis meses a cinco anos de idade - sem que seja necessário a presença de comorbidades. Vale ressaltar que atualmente a vacinação é destinada a faixa de seis meses a três anos e limitada a comorbidades, sendo que o Ministério da Saúde começou a distribuição de 1 milhão de doses no último dia 10.  

O segundo ponto abordado, é uma aprovação mais rápida das chamadas vacinas bivalentes de segunda geração - que são atualizadas com as novas variantes e que no momento estão em análise -. Em comunicado para a Agência Brasil a ANVISA informou que o processo de análise está no final, mas que não existe uma data para isso. "A Agência Nacional de Vigilância Sanitária continua trabalhando na análise dos pedidos de uso emergencial das novas versões de vacina contra a covid-19 do laboratório Pfizer contendo as subvariantes BA.1 e BA.4 /BA.5. Os processos passaram pelas etapas de análise dos dados submetidos à agência, questionamentos da agência e esclarecimentos dos fabricantes, bem como discussão com sociedades médicas brasileiras. A equipe técnica da agência já recebeu os pareceres de especialistas das sociedades médicas sobre ambas as vacinas bivalentes da Pfizer". Explicou a agência. 

Os outros pontos levantados foram, a importância de assegurar nas redes privadas e públicas, medicações como o paxlovid e o molnupiravir, que já estão aprovadas pela própria ANVISA, no tratamento e precaução da covid -19, entretanto mesmo após seis meses da licença, ainda não se concretizou a distribuição dos fármacos e pôr fim a volta do uso de máscara, além do distanciamento social, evitando assim eventuais situações de aglomeração. 

 

Foto destaque: Passageiros no ônibus com mascara. Reprodução/Prefeitura de Manaus

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo