Notícias

Com debandada no Twitter, plataforma já pode ter perdido quase 70% do pessoal

O ultimato de Elon Musk saiu pela culatra. Depois de o bilionário avisar aos funcionários do Twitter que ou eles concordavam com uma carga de trabalho elevada ou se demitiam, a rede social sofreu uma debandada, que ameaça até mesmo seu funcionamento.

3 min de leitura
19 Nov 2022 - 19h29 | Atualizado em 19 Nov 2022 - 19h29

Depois que o bilionário Elon Musk avisou aos funcionários do Twitter que ou eles concordavam com uma carga de trabalho elevada ou se demitiam, a rede social sofreu uma debandada, que ameaça até mesmo seu funcionamento. Na última sexta-feira (18), a empresa fechou seus escritórios, que só reabrirão na próxima segunda-feira, e todos os engenheiros de software foram convocados para uma reunião de urgência com Musk.

Houve alguns relatos uma rede interna de mensagens do Twitter foi inundada por mensagens de despedida, os sites estimavam o número de trabalhadores que optaram por sair entre mil e 1.500, segundo o jornal The Washington Post.


Escritório do Twitter vazio em meio à debandada de funcionários. (Foto/Reprodução:Bloomberg)


Assim que assumiu o Twiiter a cerca de três semanas, Musk demitiu metade dos 7.500 empregados na companhia, estima-se a plataforma já tenha perdido quase 70% dos funcionários. O engenheiro de sistemas Glenn Hope que já passou pelo facebook e instagram disse que é um cenário bastante sombrio, ele e outros especialistas alertaram para o que a debandada de pessoal pode significar para o Twitter.  

A plataforma também pode ficar mais lenta durante um período de forte movimentação de usuários, como por exemplo os comentários durante um jogo da Copa do Mundo.

 "É um cenário de pesadelo para qualquer empresa, ainda mais uma empresa de tecnologia." disse à Bloomberg Chester Wisniewski, cientista pesquisador da companhia de cibersegurança Sophos.

Musk pretende cobrar por uso da rede após algumas horas de navegação. Alguns funcionários que se demitiram disseram sob condição de anonimato, que o Twitter pode enfrentar dificuldade para resolver problemas ou mesmo atualizar seus sistemas, já que muitos dos que partem levam consigo o conhecimento sobre o funcionamento da empresa. 

Na tentativa de convencer alguns funcionários a não se demitirem, Musk admitiu rever a política de proibição total do home office. Em um e-mail enviado aos empregados ele disse que seria possível trabalhar remotamente, desde que o gerente de área assumisse a responsabilidade, mas frisou que todos deveriam ter reuniões pessoais com os colegas ao menos uma vez por mês.

 

 

Foto Destaque: Elon Musk. Foto/Reprodução: Flickr

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo