Notícias

Cientistas podem ter encontrado o que causou a primeira extinção em massa da história

Há 550 milhões de anos, 80% da vida na Terra desapareceu, e os cientistas descobriram que esse fator é uma pista para o primeiro evento de extinção em massa da história

3 min de leitura
16 Nov 2022 - 19h35 | Atualizado em 16 Nov 2022 - 19h35

Uma nova pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Virginia Tech, nos EUA, revela que o motivo da primeira extinção em massa da história da Terra foi a diminuição dos níveis de oxigênio do planeta. Isso fez com que a maioria dos animais morresse perto do final do período Ediacarano, há cerca de 550 milhões de anos.

Neste período, a vida prosperou principalmente nos oceanos, porém 80% dela desapareceu sem deixar vestígios. Apesar dos cientistas já terem conhecimento de que houve uma queda brusca na diversidade dos fósseis há 550 milhões de anos, eles não tinham certeza se isso tinha alguma relação com algum evento de extinção em massa.

Scott Evans, líder do estudo, e sua equipe analisaram e catalogaram 70 fósseis de animais que viveram no Ediacarano. Dos 70 animais cujos fósseis foram analisados, apenas 14 ainda existiam cerca de 10 milhões de anos depois. O grande número na queda de fósseis revelou o primeiro evento de extinção em massa do planeta. “Isso incluiu a perda de muitos tipos diferentes de animais, no entanto, aqueles cujos planos corporais e comportamentos indicam que dependiam de quantidades significativas de oxigênio parecem ter sido atingidos de forma particularmente dura”, disse Evans em comunicado.


Dickinsonia, animal extinto do período Ediacarano (Foto: Reprodução/Ilya Bobrovskiy)


Após descobrir que a queda repentina de oxigênio na Terra foi o principal fator do primeiro evento de extinção em massa, os cientistas precisavam descobrir o que a causou. “Pode ser qualquer número e combinação de erupções vulcânicas, movimento de placas tectônicas, impacto de um asteroide, etc., mas o que vemos é que os animais que se extinguem parecem estar respondendo à diminuição da disponibilidade global de oxigênio”, disse o cientista.

Evans supõe que o que causou a queda de oxigênio no planeta há mais de 550 milhões de anos possibilitou o desenvolvimentos dos animais mais modernos. Ele disse em uma entrevista ao Live Science que os animais ediacaranos eram muito diferentes dos animais que conhecemos hoje, e que após o evento de extinção, começaram a aparecer animais mais semelhantes aos do presente.

 

Foto destaque: Animal ediacarano extinto (Reprodução/Scott Evans)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo