Celebridades

Carlinhos Maia e prefeito de Maceió serão intimados pelo Ministério Público

Carlinhos Maia e prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB), serão intimados pelo Ministério Público para prestar esclarecimentos sobre a afirmação de Carlinhos ter sido convidado para ser o primeiro vacinado contra Covid-19. Site Lorena.R7 nes

3 min de leitura
22 Jan 2021 - 16h11 | Atulizado em 22 Jan 2021 - 16h11

O humorista Carlinhos Maia, de 29 anos, e o prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB), serão intimados pelo MP-AL (Ministério Público de Alagoas) na próxima semana, para esclarecer a respeito da  afirmação de Carlinhos de que ele teria sido convidado para ser um dos primeiros vacinados contra a Covid-19 em Alagoas.

Segundo reportagem do Uol, foi publicado na edição do Diário Oficial desta sexta-feira (22), o procedimento Preparatório, instaurado pela 67º Promotoria de Justiça da Saúde. A intenção do órgão é investigar se o convite de fato aconteceu e se a vacinação do Estado está ocorrendo da forma como deveria, ou seja, seguindo a ordem dos grupos prioritários.

Leia mais: Nego-do-Borel-tambem-e-investigado-por-tentativa-de-feminicidio-a-ex-namorada-Swellen-Sauer


 

Carlinhos Maia e o prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (Fotos: Reprodução/Instagram/Prefeitura de Maceió)


“O Ministério Público de Alagoas (MPAL), por meio da 67ª Promotoria de Justiça da Saúde, diante dos fatos pelo influencer Carlinhos Maia, irá instaurar procedimento preparatório para apurar a afirmação de que teria recebido o convite para posar como uma das primeiras pessoas a ser vacinada contra a Covid-19 em Alagoas. O Ministério Público, no seu papel constitucional, preservará, com o rigor da lei, a lisura e a legalidade da vacinação em Maceió e em todo Estado”, diz a nota.

Ainda segundo o MP-AL, após a instauração do PP, o próximo passo é intimar as partes envolvidas, e isso deve ocorrer na próxima semana, pois o promotor de Justiça, Paulo Henrique Prado, da 67ª Promotoria de Justiça da Saúde, está fiscalizando a campanha de vacinação de Maceió. O MP-AL informou que o promotor só vai se pronunciar sobre o caso, por meio de notas divulgadas pela assessoria de imprensa do órgão.

Entenda o caso

No dia 18 de janeiro, Carlinhos Maia publicou no Twitter que havia sido convidado para ser um dos primeiros vacinados de Alagoas. Segundo o influenciador, a ideia seria que ele divulgasse a vacinação incentivasse seu público a tomar a vacina para o novo coronavírus. Ele alegou que recusou a proposta por não achar justo ser vacinado antes das pessoas que se mantiveram em isolamento ao longo da pandemia.


 


Logo depois do post de Carlinhos, a Secretaria de Estado da Comunicação publicou um comunicado negando o convite. O órgão afirmou que as 71mil doses da vacina disponíveis em Alagoas seriam distribuídas pelos grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde e que não havia sido feita nenhuma proposta para pessoas fora desses grupos.



 

(Foto Destaque: Carlinhos Maia. Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário