Notícias

Candidatos a governador do Rio de Janeiro participam de debate

Promovido pela TV Globo, debate político que ocorreu na última terça-feira (27) reuniu candidatos para discussão sobre propostas de governo. Escândalos de corrupção e milícias foram os temas centrais do evento.

3 min de leitura
28 Set 2022 - 18h02 | Atualizado em 28 Set 2022 - 18h02

Faltando apenas alguns dias para o primeiro turno das eleições, a TV Globo promoveu um debate entre os candidatos a governador do Rio de Janeiro, Estavam presentes os candidatos: Marcelo Freixo (PSB) Rodrigo Neves (PDT) Cláudio Castro (PL) e Paulo Ganime (NOVO). O evento ocorreu na noite da última terça-feira (27).

Durante o debate, Cláudio Castro e Marcelo Freixo, líderes nas pesquisas, foram confrontados sobre assuntos como criminalidade e corrupção e também trocas de ataques entre os candidatos. Dividido em quatro blocos, primeiro e terceiro bloco com temas livres, segundo e quarto bloco com temas determinados, após o quarto bloco, candidatos fizeram suas considerações finais. No debate foram discutidos assunto como segurança pública, transporte, emprego e educação.

No primeiro bloco tendo tema livre, Neves questiona Castro sobre desemprego no RJ. “O Rio de Janeiro perdeu nos últimos anos mais de 30% de presença no PIB brasileiro. O Rio de Janeiro perdeu 700 mil empregos com carteira assinada nos últimos anos. A nossa indústria pesqueira foi toda para Santa Catarina. A nossa indústria farmacêutica está indo para Goiás, a nossa indústria do audiovisual está indo para São Paulo. A nossa indústria naval virou pó”, disse Neves em debate a TV Globo.

Por sua vez, Castro pontua: “A Amazon e o Magazine Luiza já vieram para cá. A gente tem conseguido fazer uma política de redução da carga tributária, diminuindo imposto e também qualificando através das nossas Faetecs. A gente tem conseguido voltar a gerar emprego”, declarou. O candidato do PDT volta a falar sobre sua proposta de criar “frentes de trabalho” para combater o desemprego.

Freixo diz apostar na economia criativa. “Eu vou aumentar o salário mínimo regional para gerar riqueza e emprego”, prometeu o candidato do PSB. Ainda no primeiro bloco, surgem questionamentos de corrupção e acusações sobre o uso indevido de dinheiro usado em campanhas políticas.

No segundo bloco, com tema corrupção, Paulo Ganime acusa Cláudio Castro de uso inapropriado do dinheiro público. “Dinheiro de quem paga imposto para alimentar esquema de funcionário fantasma no Ceperj e na Uerj, o que é uma vergonha”, disse Ganime.

Em sua defesa, Castro rebate: “Estou processando todos os delatores para eles apresentarem as provas, isso tem três anos, tenho 2 anos de governo e ninguém apresenta a prova. Eu não sou réu, não tem uma denúncia contra mim”, devolveu.

No terceiro bloco, com tema livre, candidatos discutem sobre o transporte. Marcelo Neves questiona Cláudio Castro sobre a situação caótica do transporte do RJ. “As pessoas estão sofrendo muito, seja com a Supervia, seja com as barcas, seja com o metrô. Por que as coisas não estão andando no sistema de transporte?”, perguntou Neves.

Castro afirma ter travado uma grande batalha com a Supervia. “Esse concessionário no Japão é considerado o melhor do mundo e que aqui, por causa de uma concessão feita há mais de 15 anos, é uma concessão que realmente vem se arrastando. Já começaram os investimentos na manutenção e na operação, com aterramento de cabos, e a gente precisa sim, continuar evoluindo”, afirma.

Em questão a segurança pública, Ganime disse que irá “valorizar os nossos heróis, nossos pensionistas, nossos veteranos, garantindo a paridade, integralidade, coisa que o governador não garantiu”, prometeu.

Enquanto isso, o candidato Freixo afirma que “segurança pública são dois braços: um é a polícia bem treinada, equipada e valorizada, para botar bandido na cadeia; o outro é investimento social nas áreas pobres”, de acordo com o plano de campanha.


Candidatos Marcelo Freixo e Cláudio Castro em debate a TV Globo. (Reprodução: Twitter)


No quarto bloco, tema determinado foi tráfico e milícia, Freixo questiona mais uma vez candidato Cláudio Castro sobre milíicia em seu governo. “Eu montei a maior força-tarefa de combate às milícias da história do Rio de Janeiro. Foram mais de 1.300 milicianos presos, e mais de dois bilhões e meio bloqueados deles através do Departamento de Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil", declarou.

A respeito do tema, o candidato ainda comentou: "nunca se houve tanto combate à milícia, inclusive, a inteligência da Polícia Civil, e eu confio muito na Polícia Civil, ela contesta esses dados, inclusive ela diz que em 18 comunidades que eram completamente tomadas pela milícia, hoje a polícia já está tendo que novamente combater o tráfico lá”, afirma Castro.

Ao fim do debate, os candidatos ao governo do Estado do Rio de Janeiro fizeram suas considerações finais com agradecimentos e propostas, de acordo com o combinado com o evento.

Foto Destaque: Candidatos ao governo do RJ posicionados no estúdio da TV Globo. Divulgação/Marcos Serra Lima/g1

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo