Notícias

Caminhoneiros liberam o trânsito em Santa Catarina

No quarto dia de protestos, os pontos de concentração e as rodovias federais foram desocupadas e estão seguindo com o fluxo aberto, segundo o Ministério de Infraestrutura

3 min de leitura
10 Set 2021 - 20h18 | Atulizado em 10 Set 2021 - 20h18

Na manhã desta sexta (10), os bloqueios parciais ou totais das rodovias de Santa Catarina estão sendo desmobilizados pelos caminhoneiros, que passaram os últimos quatro dias controlando o fluxo nas ruas como forma de manifestação, permitindo apenas a passagem de carros, veículos de emergência e cargas de alimentos.

Pontos da BR-280, em Canoinhas, da BR-116, em Mafra e da BR-282, em Campos Novos, tiveram suas interdições finalizadas em virtude dos caminhoneiros estarem se retirando voluntariamente. De acordo com o Ministério de Infraestrutura, os Estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santos, Paraná, Goiás, Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, não possuem mais protestantes, que afirmavam lutar a favor do presidente Jair Bolsonaro no comando da política no país.


Caminhão personalizado com estética da campanha do presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Twitter)

Caminhão personalizado com estética da campanha do presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Twitter) 


O motorista de caminhão Rafael Alves de Carvalho, de 38 anos, que está na área há 15 anos, demonstrou indignação com esta manifestação e afirmou para o portal Terra, no interior de São Paulo, que foi obrigado a colaborar com a paralisação do trânsito também: “Eu estava indo embora para minha casa e fui obrigado a parar aqui. Não tem uma pauta de reivindicação para os caminhoneiros, infelizmente. É uma paralisação política. [...] Não vejo futuro nenhum (no movimento) para nós caminhoneiros. Não tem discussão de preço do óleo diesel, do gás de cozinha, redução no preço de alimento. É simplesmente uma pauta política."

Leia mais: “Big Brother USA” terá o primeiro campeão negro do programa

Leia mais: Manifestantes contra e a favor do governo Bolsonaro se dividem em Brasília e em São Paulo

Leia mais: Bolsonaro assina Medida Provisória que dificulta a remoção de publicações nas redes sociais

Segundo o site Terra, um dos líderes do movimento explicou que a motivação dos caminhoneiros é lutar contra os governadores, deputados e senadores que não sabem exercer as suas funções e jogam a responsabilidade das suas falhas nas costas do presidente. O homem, que não quis ser identificado, afirmou que: “STF é um ninho dos ladrões. [...] Era para estar lutando por nós, aqui, seres humanos, pessoas que fazem a coisa certa, eles lutam só pelos bandidos, soltam só vagabundos. [...] Os governadores, os deputados, os senadores, é tudo contra ele e quer jogar em cima dele (o presidente Jair Bolsonaro), mas nós estamos cientes que não é ele o responsável por essa tragédia que estamos passando”.

 

(Foto destaque: Caminhoneiros protestando a favor do presidente Jair Bolsonaro. Reprodução/EPA/BBC.)

Deixe um comentário