Bem Estar

Burnout: o maior inimigo do trabalhador no século XXI

Classificada pela OMS como doença ocupacional, a Síndrome de Burnout é caracterizada por um esgotamento extremo devido ao excesso de trabalho. A busca por um estilo de vida menos agitado é a nova aposta para o futuro. Confira algumas dicas.

3 min de leitura
08 Ago 2022 - 21h21 | Atualizado em 08 Ago 2022 - 21h21

Estamos nos sentindo cada vez mais cansados e desmotivados. Muitos alegam que a pandemia da Covid-19 e a inevitável alteração de hábitos (home office, isolamento social, medo de ser infectado) podem ter contribuído para essa exaustão coletiva. Outros, culpam a internet e as redes sociais, que a cada dia que passa ocupam uma parte maior do nosso dia.

Culpados ou não, essa estafa pode estar diretamente relacionada com a performance no trabalho. Muita pressão do chefe, prazos curtos, cobrança e necessidade de entregas acarreta em uma sobrecarga que pode evoluir para a Síndrome do Esgotamento Profissional, popularmente conhecida como burnout. Ela já foi, inclusive, classificada pela OMS como doença ocupacional.

Dentre os sintomas estão cansaço físico e mental excessivo, dor de cabeça, negatividade, insônia, alteração no apetite, fadiga, alterações de humor... e a lista continua. A importância de cuidar e falar da saúde mental tem crescido em ambientes de trabalho, entre amigos e familiares.

Essa troca de ideias deixa claro que é necessária uma mudança no estilo de vida na busca por uma rotina mais saudável. Mudanças simples, mas que fazem toda a diferença podem começar quando decidimos deixar o celular de lado mais cedo e ler um livro antes de dormir. Confira algumas dicas que podem te ajudar a buscar esse equilíbrio.

Durma bem

A recomendação para adultos a partir dos 18 anos é de 7 a 9 horas de sono por noite. Menos do que isso pode te deixar irritada e desmotivada. Já ouviu falar em higiene do sono? São hábitos simples e diários que podem ajudar na qualidade do sono. Evitar consumo de álcool e cafeína,  evite ir dormir sem sono, crie no quarto um ambiente relaxante, não consuma alimentos pesados à noite, não beba muitos líquidos, dentre outros, são alguns pequenos hábitos que podem ser incluídos na rotina para ser ter um sono saudável.

Alimente-se bem

Quem nunca ouviu a frase “Você é o que você come”, que atire a primeira pedra. Ter uma rotina de alimentação saudável, ao invés de correr para o fast food após um dia cansativo, pode parecer cansativo, mas vale a pena.


Comida de verdade não precisa ser chata e complicada. Quanto mais colorido, melhor! (Reprodução/Pexels)

Mexa o esqueleto

Uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios. Esse é o combo principal do autocuidado, reduzindo o estresse e as chances de ter burnout.


Movimentar o corpo auxilia na liberação do estresse diário. (Reprodução/Pexels)

Faça algo que te dê prazer

Isso também é autocuidado, sabia? Seja meditar, praticar yoga, dançar, ler ou tocar algum instrumento. São esses pequenos rituais que deixam o dia mais leve, nos dando disposição para enfrentar a semana!

 

Foto Destaque: A pandemia da Covid-19 contribuiu para agravar quadros de esgotamento emocional ao ficarmos confinados dentro de casa. (Reprodução/Pexels)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo