Notícias

Brasileiro detido após tentativa de assassinato a vice-presidente argentina

O brasileiro Fernando Andrés Sabag Montiel tentou assassinar a vice-presidente argentina Cristina Kirchner na noite desta quinta-feira. A arma utilizada falhou na hora do disparo, não ferindo Kirchner.

3 min de leitura
02 Set 2022 - 11h26 | Atualizado em 02 Set 2022 - 11h26

Na noite desta quinta-feira (01) um homem foi detido após tentativa de assassinato contra a vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner. O crime foi cometido em Buenos Aires, pelo brasileiro Fernando Andrés Sabag Montiel, de 35 anos.

O suspeito nasceu em São Paulo, entretanto se mudou para a Argentina em 1993, com 6 anos de idade. Não é filho de brasileiros. Possui antecedentes criminais, sendo: advertência da Justiça argentina devido a porte de arma ilegal em sua residência, de localização no bairro de La Paternal, em Buenos Aires; contudo, ele alegou que a posse da arma seria para defesa pessoal.

De acordo com Ariel Palácios, jornalista da GloboNews, Fernando já rondava por meio da população militante que estava na porta do prédio, o qual reside a vice-presidente, desde a semana passada. As pessoas ao redor notaram movimentações estranhas pouco antes do ocorrido.

Utilizando uma arma de calibre .38, carregada com 5 balas, o brasileiro levantou a mão esquerda que segurava o armamento e tentou atirar. A arma falhou na hora do disparo e Cristina não foi ferida. A Polícia Federal Argentina ainda não definiu o motivo da falha ao atirar.


Reprodução: Twitter. 


O atentado ocorreu enquanto Kirchner acenava para os apoiadores na frente da sua casa, junto com o presidente do Senado argentino. O motivo da tentativa do assassinato é desconhecida.

Alberto Fernández, presidente da república, em pronunciamento ao vivo na televisão decretou feriado nacional na sexta-feira (02), decretando que “não há chance de violência coexistir com democracia”.

"Cristina permanece viva porque, por algum motivo que ainda não foi confirmado, a arma com cinco balas não disparou mesmo com o gatilho sendo puxado”, completou o presidente no pronunciamento.

A vice-presidente que está sendo acusada por corrupção e consequentemente passando por um julgamento, relatou que é o maior esquema de segurança de toda argentina, contando com 100 policiais federais.

“Violência injustificável”, comentou o chanceler brasileiro, Carlos França. Ele também relatou que o Itamaraty está em busca de mais informações sobre o brasileiro, autor da tentativa de assassinato.

Segundo dados do Itamaraty, o pai de Fernando é um chileno que foi expulso do Brasil em 2021 e a mãe é argentina. A embaixada brasileira trabalha junto ao consulado-geral em Buenos Aires para acompanhar o caso.

 

Foto Destaque: Momento da tentativa de assassinato. Reprodução/OGlobo. 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo