Notícias

Boris Johnson renuncia a liderança do Partido Conservador e ao cargo de primeiro-ministro

O ex-primeiro-ministro deve continuar no cargo até a definição de um novo líder dos conservadores em outubro. Essa não é a primeira crise do governo Boris Johnson.

3 min de leitura
07 Jul 2022 - 09h35 | Atualizado em 07 Jul 2022 - 09h35

Após denúncias de um escândalo sexual envolvendo um aliado, Boris Johnson renunciou nesta quinta-feira (07), à liderança do Partido Conservador e do cargo de primeiro-ministro, ficando interino até a escolha de um novo premiê, que deve acontecer no início de outubro. “É claramente a vontade do Partido Conservador que deve haver um novo líder do partido e, portando, um novo primeiro-ministro”, disse Boris Johnson em um pronunciamento oficial a imprensa. Para a disputa da sucessão de Johnson, cada candidatura precisa assegurar o apoio de pelo menos oito deputados e na primeira votação, são eliminados os que receberam menos de 18 votos. Na segunda votação, a cláusula de barreira passa para 36 votos e a partir daí, o candidato com menos votos é eliminado até que resta apenas um.


Ex-primeiro-ministro Boris Johnson no Parlamento Britânico. (Foto: Jessica Taylor/AFP)


A recente crise no governo britânico iniciou quando Johnson nomeou como vice-líder do governo no Parlamento o deputado Chris Pincher, que é acusado de ter apalpado dois homens em um clube privado londrino, e a acusação acabou com a renúncia de Chris ao cargo no fim de junho. A situação de Johnson agravou após a revelação de que ele sabia das acusações de má conduta sexual de seu aliado. Esse episódio gerou uma onda de renúncias no governo britânico, ao menos 54 membros do governo pediram para sair e as cobranças publicas pela renúncia de Johnson intensificaram.

Johnson chegou ao poder em julho de 2019, após a renúncia da primeira-ministra Theresa May, por conta da não aprovação de seu acordo para o Brexit pelo parlamento. Não é a primeira crise que o primeiro-ministro enfrenta, ele precisou se desculpar por ter feito confraternizações em sua residência durante o período de lockdown contra a pandemia de Covid-19. Nessa ocasião, o premiê foi multado pela polícia de Londres, mas sua imagem saiu fragilizada do caso além de perder a confiança de seu partido e da população britânica.

Foto destaque: Boris Jhonson renuncia ao cargo de primeiro-ministro. Crédito: Phil Noble/Reuters

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo