Notícias

Bolsonaro discute produção de vacinas durante reunião com diretor-geral da OMS

O presidente Jair Bolsonaro participou de reunião hoje (31) com o diretor-geral da OMS, na qual foi discutido o potencial do Brasil de produzir vacinas que podem ajudar a América Latina e o mundo.

3 min de leitura
31 Out 2021 - 19h30 | Atualizado em 31 Out 2021 - 19h30

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (31) de reunião com o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga e o ministro das Relações Exteriores Carlos França. Na conversa, foram discutidos assuntos como a importância das medidas relacionadas à prevenção e ao tratamento da Covid. Além disso, os três também discutiram sobre o potencial brasileiro de produção de vacinas e tratamentos contra a doença: "Discutimos o potencial do Brasil para a produção local de vacinas e tratamentos, o que também poderia atender às necessidades da América Latina e do mundo", escreveu Tedros em seu Twitter.



O presidente embarcou na quinta-feira (28) para o encontro da cúpula do G20, formada por líderes mundiais e que, dessa vez, tinha como objetivo discutir ações e políticas públicas para a saúde, economia, proteção ambiental e desenvolvimento sustentável.

Ontem (30), durante almoço de líderes, Bolsonaro afirmou em um discurso que o G20 precisa adotar "esforços adicionais" para garantir a produção de vacinas contra a Covid. O discurso foi disponibilizado pelo Palácio do Planalto no site do governo.

https://lorena.r7.com/post/Salario-minimo-podera-aumentar-R100-em-2022-segundo-a-projecao-do-INPC

https://lorena.r7.com/post/Ultima-parcela-do-auxilio-emergencial-sera-paga-neste-domingo-aos-nascidos-em-dezembro

https://lorena.r7.com/post/Origem-da-Covid-19-ainda-e-incognita-segundo-relatorio-de-inteligencia-dos-EUA


Bolsonaro tem estado isolado durante reuniões do G20

Hoje, os líderes saíram para passeio na Itália, onde acontecem as reuniões da cúpula, mas Bolsonaro não compareceu, chamando a atenção da imprensa. Além disso, também houve um incidente com o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, que cumprimentou muitos chefes de Estado e de governo com um aperto de mão, mas evitou este ato com Bolsonaro.

Contudo, o presidente conta com apoiadores, como a prefeita Alessandra Buoso, da Liga (partido de extrema-direita). A prefeita é autora de projeto que deve ser realizado amanhā (1), no qual o presidente irá receber um títul de cidadão local na cidade Anguillara Veneta.

Foto destaque: Marcelo Queiroga, Tedros Adhanom, Jair Bolsonaro e Carlos França. Reprodução/Twitter

Deixe um comentário