Tech

Biblioteca de RS providencia ferramenta para divulgar escritoras

A Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul gerou uma iniciativa, em união a uma agência de publicidade, para divulgar a obra de escritoras através de uma ferramenta na internet

3 min de leitura
23 Ago 2022 - 14h48 | Atualizado em 23 Ago 2022 - 14h48

A Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul, de Porto Alegre, criou uma iniciativa através da tecnologia para trazer reconhecimento de escritoras mulheres. Devido ao mercado ter forte presença e domínio de autores homens, a proposta da biblioteca visa celebrar e conscientizar a arte gerada pelas mulheres.

"Há muito tempo que as mulheres não têm essa visibilidade porque eram proibidas de escrever ou usavam pseudônimos. O nosso ensino também privilegiava os clássicos da literatura que, normalmente, são escritos por homens", disse Morgana Marcon, diretora da biblioteca.

De acordo com a Folha de Pernambuco, durante o primeiro período das grandes editoras no Brasil (1965-1979), cerca de 82,6% eram escritores e o público feminino de autoras era representado por 17,4%. No período entre 2005 e 2014 foi registrado um aumento dessa representatividade, onde as escritoras atingiram um percentual de 29,4%.


Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul (Foto: Reprodução/Drops do Cotidiano)


Essa iniciativa da Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul será um divisor de águas na mudança desse cenário ainda dominado por homens. A ferramenta consiste no reconhecimento de caracteres e palavras de obras escritas por mulheres que foram interligadas ao título de obras semelhantes escritas por homens. O sistema integrará todas as informações no banco de dados, permitindo acesso ao usuário.

E o método de uso será simples, o usuário precisará apontar a câmera do celular para um QR Code e, dessa maneira, o leitor irá escanear a capa do livro escolhido. Após a escolha, a ferramenta irá direcionar o leitor para sugestão de obras semelhantes ao conteúdo escolhido; porém, será uma obra escrita por uma mulher. Esse projeto foi desenvolvido em uma parceira com uma agência de publicidade, e o código ficará disponível em jornais, filmes, peças e internet.

"Posso dizer que, hoje, por volta de metade do meu catalogo é de mulheres. Acho que é uma evolução desse movimento, elas estão em lugares de muito destaque. São as melhores das suas áreas", disse Renata Sturm.

Foto Destaque: Obras de autoras. Reprodução/Marcello Casal Jr.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo