Money

Beta Technologies é avaliada em US$ 1 bilhão

A startup tem conquistado grandes investidores, com suas aeronaves que decolam e pousam verticalmente como helicópteros, sendo avaliada em US$ 1 bilhão.

3 min de leitura
28 Dez 2021 - 18h30 | Atulizado em 28 Dez 2021 - 18h30

A Beta Technologies está pronta para ter seus aviões de carga, que realizam suas decolagens e pousos verticalmente e são movidos a bateria, sobrevoando os céus dos Estados Unidos. A startup é do ex-jogador de hóquei Kyle Clark que é formado pela Harvard.

Kyle Clark jogou hóquei profissional na liga secundária. Ele conta que enquanto seus colegas de time conversavam sobre drogas e as prostitutas que eles haviam recebido em seus quartos de hotel, ele estava focado nos estudos sobre construção de aviões. Apesar de não chegar à Liga Nacional de Hóquei, hoje a Beta Technologies é avaliada em US$ 1 bilhão e está caminhando para ingressar na liga principal com sua aeronave elétrica, o Alia. Segundo Clark, o Alia, que possui envergadura de 15 metros elegantemente angulado teve como inspiração o trinta-réis-ártico, ave migratória que vive em regiões da Antártica que faz longos voos.


Kyle Clark. (Foto: Reprodução/Forbes).


Algumas empresas de aviação têm investido no desenvolvimento de modelos de aeronaves elétricas que decolam e pousam de forma semelhante a um helicóptero, verticalmente. Contudo essas empresas têm pensado no transporte de pessoas, já Clark projetou o Alia como uma aeronave de carga. “Na verdade, vamos ganhar o jogo dos passageiros porque, quando os outros estiverem fazendo missões com passageiros, nós teremos milhares de aeronaves, milhões de horas de voo e um projeto seguro, confiável e comprovado”, sinaliza Kyle.

 

https://lorena.r7.com/post/Homem-explode-carro-Tesla-ao-descobrir-que-o-conserto-sairia-caro

https://lorena.r7.com/post/Neymar-compra-mansao-de-20-milhoes-de-reais-em-Sao-Paulo

https://lorena.r7.com/post/Cryptocom-e-FTX-conquistam-espacos-publicitarios-no-Super-Bowl


Clark já tem investido em um segundo projeto, que são as estações de recargas para aeronaves elétricas de diversos modelos. Já existem 9 ativas que vão de Vermont até o Arkansas, outras 51 estão sendo construídas ou em análise de autorização. A ideia de Kyle é ter essas estações por todo os Estados Unidos, o que poderia gerar o equivalente à rede de estações da Tesla, para aeronaves. Clark acredita que as aeronaves proporcionam o glamour, mas que a empresa lucrará muito mais com as baterias.

 

Foto destaque: Aerona Alia. Reprodução/Electric VTOL News.

Deixe um comentário