Money

Banco Central anuncia como será a implementação da 4 fase do Open Banking 

Segundo o cronograma lançado pelo Banco Central, a nova etapa do sistema irá começar no dia 15 de dezembro. Na 4 fase do Open Banking, informações sobre operações de câmbio e investimentos poderão ser compartilhadas.

3 min de leitura
13 Dez 2021 - 10h33 | Atulizado em 13 Dez 2021 - 10h33

Na última sexta-feira (10), o Banco Central do Brasil (BCB) divulgou o cronograma de implementação da 4a e última fase do Open Banking no país. Nesta etapa, as instituições financeiras participantes poderão compartilhar informações de produtos e serviços que vão além daqueles considerados tradicionais. De acordo com o cronograma lançado, a nova fase está marcada para começar no dia 15 de dezembro.


O BCB reforça que, embora a data de início não tenha sido adiada, as instituições terão um período de adaptação (Foto: Reprodução/BCB)


Para quem não lembra, o termo em inglês "Open Banking" significa sistema bancário aberto, isto é, um conjunto de normas e tecnologias que irá permitir o compartilhamento de dados de produtos e serviços bancários entre diferentes instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central, sempre que isso for de vontade do cliente. O principal objetivo desse sistema é estimular a competição entre os participantes, garantindo que o consumidor tenha total controle de seus dados e acesso a melhores condições.

Na 4a fase do Open Banking, o escopo de produtos e serviços que poderão ter seus dados compartilhados pelos clientes aumenta. A partir disso, informações sobre seguros, previdências, investimentos e, até mesmo, operações de câmbio entrarão no ecossistema e estarão à disposição dos consumidores. Essa ampliação da lista de dados a serem compartilhados é denominada de sistema financeiro aberto, ou Open Finance em inglês.

Buser, aplicativo de viagens rodoviárias, teve crescimento triplicado em 2021

Viih Tube ganha anel de Lipe Ribeiro durante show

Nova York aprova direito ao voto para residentes sem cidadania americana


Para que essa última etapa ocorra da maneira mais segura possível, o Banco Central decidiu acrescentar esses novos dados pouco a pouco. Confira abaixo as datas: 

 

- Para seguros, previdência complementar aberta e capitalização: o registro deve ser feito até dia 4 de março de 2022

-    Para credenciamento em arranjos de pagamento: o registro deve ser feito até dia 11 de março de 2022

-    Para operações de câmbio: o registro deve ser feito até dia 18 de março de 2022

-    Para contas de depósito a prazo e outros produtos cuja natureza seja de investimento: o registro deve ser feito até dia 25 de março de 2022.

 

Foto destaque: Edifício-sede do Banco Central do Brasil em Brasília. Reprodução/BCB

 

 

Deixe um comentário