Notícias

Auxílio Brasil passa a contar com a liberação de crédito consignado

De acordo com pesquisa realizada pela Ipespe, apenas 18% dos usuários do auxílio demostram interesse em fazer o empréstimo. A proposta recebeu diversas criticas pois poderia provocar um endividamento da população de baixa renda.

3 min de leitura
01 Set 2022 - 15h51 | Atualizado em 01 Set 2022 - 15h51

O presidente Jair Bolsonaro (PL) acredita que possa receber votos da população mais pobre após liberar o crédito consignado para beneficiários do Auxílio Brasil. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) divulgou nesta quarta-feira (31) que apenas 18% dos usuários do benefício revelam o desejo de pegar o empréstimo e os outros 69% conhecem a proposta mas não tem nenhum interesse.  

O atual presidente é o segundo colocado nas pesquisas eleitorais, tendo uma grande desvantagem de votos em relação ao primeiro colocado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o Ipespe, 51% dos eleitores de com a renda baixa irão votar no candidato petista, enquanto 29% disseram votar em Bolsonaro.  


Bolsonaro com cartão simbolico do Auxílio. (Foto/Reprodução: Isac Nóbrega)


Cerca de 20,2 milhões de pessoas estão cadastradas no Auxílio Brasil, criado no governo atual para substituir o antigo Bolsa Família, programa que tem o intuito de beneficiar financeiramente a população mais necessitada do Brasil. Foi prorrogado até dezembro deste ano o pagamento para os usuários que estão recebendo R $200, mesmo assim, Bolsonaro se mantém com o mesmo percentual de votos. 

O governo liberou que as instituições financeiras façam empréstimos de até R$ 2 mil para beneficiários do Auxílio com desconto de 40% do pagamento recebido pelos usuários do benefício. A proposta para a liberação do crédito consignado recebeu diversas críticas, pois aumentaria as dívidas entre os mais pobres. Em abril, o número de eleitores de baixa renda que votariam em Bolsonaro, era cerca de 25%, enquanto em julho o número subiu para 28% e após o pagamento da primeira parcela do Auxílio subiu para 29%. O crescimento de votos entre a população mais pobre não vem ocorrendo pois a maioria, acredita que o presidente está fazendo isso apenas para conseguir se reeleger. 

Entre os dias 26 e 29 de agosto, o instituto Ipespe entrevistou cerca de 2 mil eleitores, a abordagem é registrada junto com a Justiça Eleitoral sob o código BR-04347/2022.

Foto destaque: Auxílio Brasil. Reprodução: Kevin David/Estadão

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo