Arquitetura

""Arquitetura é um estado de espiríto" - Paulo Mendes da Rocha

Hoje, perdemos um grande nome da cultura Arquitetônica e Urbanística Brasileira e Mundial: Paulo Mendes da Rocha Todos seus projetos serão lembrados com muito carinho!

3 min de leitura
23 Mai 2021 - 19h00 | Atulizado em 23 Mai 2021 - 19h00

É com grande pesar que essa matéria é feita. Nesse domingo (23), morreu um ícone da Arquitetura Mundial: Paulo Mendes da Rocha. O Arquiteto marcou grande fase da Arquitetura, principalmente no Projeto do Museu da Língua Portuguesa. Acompanhe um breve resumo da história de Paulo Mendes e alguns de seus projetos.


Paulo Mendes da Rocha. (Reprodução/Internet)


O Arquiteto nasceu em 25 de Outubro de 1928 em Vitória, no Espiríto Santo e morava, atualmente na Vila Buarque, bairro do Centro da capital paulista. Paulo foi coroado com diversos prêmios internacionais na Arquitetura, entre eles:

► Leão de Ouro de Veneza;

► Prêmio Imperial do Japão;

► Medalha de Ouro da União Internacional de Arquitetos.

► Prêmio Pritzker.

Em muitos projetos, como a Pinacoteca, em São Paulo, Paulo Mendes se destacou na Arquitetura do local. Veja as fotos abaixo.


Paulo Mendes da Rocha projetou o a Pinacoteca de São Paulo. (Reprodução/Internet)


Esse último prêmio citado, inclusive, foi marco na Arquitetura Brasileira. Paulo Mendes da Rocha foi um dos únicos a receber tal prêmio, considerado Nobel da Área. Antes dele apenas Niemeyer havia ganho o prêmio.

Paulo projetou também o Museu Nacional dos Coches, em Portugal. Em 2020, o Arquiteto anunciou a doação de seu acervo, tendo mais de 6300 desenhos e cerca de 3 mil fotografias, à Casa da Arquitetura, em Portugal. 


Paulo Mendes da Rocha foi responsável por diversos Projetos. (Reprodução/Internet)


História 

Paulo Mendes da Rocha formou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, em 1954. Com 29 anos, o Arquiteto venceu o concurso para fazer o Projeto do Ginásio do Clube Atlético Paulistano, em São Paulo, ganhando o Prêmio Presidência da República no 6° Bienal Internacional de São Paulo.

Em 1961, Paulo se tornou professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU-USP).


Paulo Mendes da Rocha desenvolveu diversos projetos importantes em sua carreira. (Foto:Reprodução/Internet)


Em 1969, teve seus direitos cassados com o AI-5 e foi afastado da FAU. Nesse mesmo ano, venceu o concurso nacional para o Pavilhão do Brasil na Expo 70, em Osaka, no Japão.

Outro projeto que marcou a vida de Paulo Mendes, foi o Sesc 24 de Maio, ele ocupa um edifício existente, ao qual se fizeram dois adendos construtivos importantes: uma piscina na cobertura e um teatro no subsolo. Uma generosa rampa percorre todos os andares. Veja: 


SESC 24 DE MAIO. (Foto:Reprodução/Internet)


Paulo Mendes da Rocha ainda foi Presidente do departamento paulista do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB/SP). Em 1993, o Arquiteto foi responsável pelo projeto da reforma da Pinacoteca e em 1996, pelo Centro Cultura da FIESP. 


A esquerda, o Museu da Língua Portuguesa. A direita, o Estádio Serra Dourada. (Foto:Reprodução/Internet)


Hoje, perdemos um grande nome da cultura Arquitetônica e Urbanística Brasileira e Mundial. Todos seus projetos serão lembrados com muito carinho. 

 

(Foto destaque: Paulo Mendes da Rocha. Reprodução/Internet)

Deixe um comentário