Saúde

Adolescente infectado por "ameba comedora de cérebros" abriu os olhos nos EUA

Jovem infectado pela "ameba comedora de cérebros", doença quase sempre fatal, apesar de ser bastante rara, abriu os olhos e mostrou reações nos Estados Unidos.

3 min de leitura
11 Ago 2022 - 20h48 | Atualizado em 11 Ago 2022 - 20h48

Uma ameba, conhecida como Naegleria fowleri, ou no vocabulário mais popular, “ameba comedora de cérebros”, infectou um adolescente de 13 anos, chamado Caleb Ziegelbauer . O menino apresentou reações e conseguiu abrir os olhos e mexer as mãos. As informações foram dadas através da família do garoto, que está internado desde o dia 6 de julho na cidade americana de Port Charlotte, no estado da Flórida.

Katie Chiet, uma das organizadoras da vaquinha virtual declarou em um texto: "Não apenas Caleb moveu as mãos e os pés, mas agora seus olhos estão se abrindo". Acrescentou ainda: “Ele não responde totalmente aos estímulos... AINDA. Mas continuamos esperançosos de que as montanhas do amanhã serão conquistadas!"

Nesse período de internação, o paciente foi submetido a sedações, entubação e foi colocado em um estado de hipotermia induzida pela equipe médica. Os exames já apontam danos cerebrais no garoto.

Ela é encontrada principalmente em água doce e quente e na terra. A forma de infecção acontece quando entra através da água contaminada pelo nariz, e o fato curioso é que não é possível ser infectado pela ingestão dessa água e nem pelo contato com a pele.


Ameba (Foto: Reprodução/Twitter)


No geral, ela é mais encontrada em locais que possuem água quente, portanto, costuma ser em nascentes e lagos durante o verão. É uma doença rara, tendo sido diagnosticada apenas 133 vezes de 1962 a 2014. Um número bastante baixo.

Os sintomas no estágio inicial da doença são: febre, náusea, dor de cabeça e vômito. A medida que progride, o paciente começa a sentir rigidez no pescoço, convulsões, estado mental alterado e alucinações, até entrar em coma.

O grande problema da doença é a inexistência de uma cura. Devido a sua raridade, não houveram casos suficientes para iniciar uma pesquisa relevante. Apenas quatro pessoas sobreviveram, o que a torna, extremamente fatal.

 

Foto Destaque: Ameba ampliada no microscópio. Reprodução/Twitter

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo