Saúde

Acidente vascular cerebral: entenda como o AVC atinge mais gravemente as mulheres que os homens

As mulheres são responsáveis por cerca de seis em cada 10 mortes registradas por um acidente vascular cerebral e apresentam alguns sintomas diferentes em relação aos homens. Saiba quais são eles e como identificá-los.

3 min de leitura
24 Ago 2022 - 15h20 | Atualizado em 24 Ago 2022 - 15h20

Um acidente vascular cerebral (AVC) ocorre quando uma artéria do cérebro fica bloqueada ou se rompe, resultando na morte de uma área do tecido cerebral devido à perda de seu suprimento de sangue (infarto cerebral) e sintomas que ocorrem de repente.

A maioria dos acidentes vasculares cerebrais é isquêmica (geralmente devido ao bloqueio de uma artéria), mas alguns AVCs são hemorrágicos (devido à ruptura de uma artéria). Ataques isquêmicos transitórios se assemelham a acidentes vasculares cerebrais isquêmicos, exceto que nenhum dano cerebral permanente ocorre e os sintomas normalmente se resolvem dentro de uma hora.

Os sintomas ocorrem repentinamente e podem incluir fraqueza muscular, paralisia, sensação anormal ou perdida em um lado do corpo, dificuldade em falar, confusão, problemas de visão, tontura, perda de equilíbrio e coordenação e, em alguns derrames hemorrágicos, dor de cabeça súbita e severa.

Homens e mulheres que têm acidentes vasculares cerebrais muitas vezes sentem sintomas semelhantes, como queda do rosto, fraqueza do braço e dificuldade de fala. Outros sinais comuns incluem problemas de visão de um ou ambos os olhos e problemas de equilíbrio ou coordenação, mas alguns sinais de AVC em mulheres podem ser sutis o suficiente para serem despercebidos ou descartados. Isso pode levar a atrasos na obtenção de tratamentos sensíveis ao tempo e que salvam vidas.


Idade e gênero são fatores que interferem nas chances de ter um AVC. (Foto/Reprodução/HTLN)


Uma pesquisa publicada na revista “Circulation” pela American Heart Association (AHA) mostra que as mulheres muitas vezes se saem melhor ao identificar corretamente os sinais de um acidente vascular cerebral. Outro estudo de 2003 descobriu que 90 por cento das mulheres, em comparação com 85 por cento dos homens, sabiam que problemas de fala ou confusão súbita são sinais de AVC.

No entanto, o estudo também revelou que a maioria das mulheres e dos homens não consegue nomear todos os sintomas corretamente e identificar quando chamar os serviços de emergência. Apenas 17% de todos os participantes responderam à pesquisa.

As mulheres podem relatar sintomas não frequentemente associados a acidentes vasculares cerebrais nos homens. Estes podem incluir: náuseas ou vômitos; convulsões; soluços; dificuldade em respirar; dor; desmaio ou perda de consciência; fraqueza geral. Como esses sintomas são exclusivos das mulheres, pode ser difícil conectá-los imediatamente ao AVC. Isso pode atrasar o tratamento, o que pode dificultar a recuperação.

Caso a pessoa seja uma mulher e não tem certeza se seus sintomas são de um acidente vascular cerebral, ela deve entrar em contato com os serviços de emergência locais. Quando os paramédicos chegarem ao local, eles poderão avaliar os sintomas apresentados e começar o tratamento, se necessário.

Foto destaque: Cérebro afetado pelo AVC. Reprodução/NCAZ

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo