Saúde e Bem Estar

Estudo aponta aumento de casos da variante delta no estado de São Paulo em setembro

Diante da flexibilização determinada pelo governador de São Paulo, João Dória, especialista demostram preocupação com o avanço da variante delta de covid-19 no estado.

3 min de leitura
19 Ago 2021 - 16h25 | Atulizado em 19 Ago 2021 - 16h25

Especialista da USP e da Unesp demonstram preocupação em relação às medidas de flexibilização tomadas pelo governo de São Paulo perante o avanço da variante delta de covid-19 no estado. Em contrapartida, o governador João Dória afirma que a flexibilização ocorre no “tempo certo”. Recente análise feita por especialistas da USP e da Unesp, é possível que ocorra uma nova onda de covid-19 decorrente do avanço da variante delta no estado. Em pesquisa realizada pela Info Tracker, pesquisadores compararam dados de outros países onde a variante delta é atuante, para projetar o que deve ocorrer em São Paulo e Rio de Janeiro no próximo mês - mesmo com a vacinação avançada nos dois estados.

 


Amostra genética de covid-19 para pesquisa (Foto: Reprodução/ IStock)


O professor da Unesp Wallace Casaca diz que: “O epicentro da delta no Brasil hoje é o Rio. São Paulo , embora ainda não tenha tido aumento exacerbado, está neste caminho. A projeção estima que deve haver essa explosão a partir da segunda semana de setembro”. A pesquisa levou em conta os casos da variante delta por cem mil habitantes em Israel, Nova York e Londres. Para os especialistas, o tempo médio decorrido entre os primeiros registros da variante até um aumento expressivo das novas contaminações foi de 80 dias.

Anvisa recomenda terceira dose da Coronavac para idosos e profissionais da saúde

Covid-19: Mais de 100% dos adultos já foram vacinados na capital palista

Nova variante de covid-19 surge nos Estados Unidos

Wallace Casaca, que também é um dos responsáveis pela Info Tracker, também afirma que: “Decidimos olhar essas regiões do mundo para tentar encontrar um padrão nas curvas e chegamos aos 80 dias. O Rio já passou esse período, então já entrou nessa escalada. Em São Paulo, temos 57 dias desde que os primeiros casos apareceram, então estamos nessa eminência”. A secretaria estadual de saúde do Rio de Janeiro aponta que a variante delta é predominante no estado, com 60% das amostras. A pesquisa realizada em São Paulo aponta que o percentual da variante delta é de aproximadamente 25%.

 

 

(Foto destaque: Estudo aponta aumento de casos da variante delta no estado de São Paulo em Setembro. Reprodução/Pixabay)

Deixe um comentário