Notícias

Variante que combina a delta com a ômicron é detectada em universidade na Europa

A cepa descoberta foi batizada de “ deltacron ”, por ter assinaturas genéticas semelhantes a ômicron dentro dos genomas delta. 25 casos com a nova variante da covid-19 foram identificados.

3 min de leitura
08 Jan 2022 - 19h00 | Atualizado em 08 Jan 2022 - 19h00

Uma nova cepa do Sars-cov2 que combina as variantes delta e ômicron foi encontrada no Chipre, de acordo com o professor de ciências biológicas da Universidade de Chipre e chefe do Laboratório de Biotecnologia e Virologia Molecular, Leondios Kostrikis.

“Existem atualmente co-infecções por ômicron e delta e descobrimos esta cepa que é uma combinação das duas”, declarou Kostrikis, em uma entrevista na última sexta-feira (07). A descoberta foi batizada de “deltacron”, por, segundo o cientista, ter assinaturas genéticas semelhantes a ômicron dentro dos genomas delta.

Foram identificados 25 casos com a cepa, de acordo com a análise estatística feita por Kostrikis e sua equipe, a frequência da infecção combinada é maior entre os pacientes hospitalizados por conta da covid-19, em  relação aos os pacientes não hospitalizados. As sequências genômicas desses casos foram enviadas para o banco de dados internacional, que rastreia as alterações no vírus.


Fila para testagem da covid-19. (Foto: Reprodução/Henrique Kawaminami/Campo Grande News)


“Veremos no futuro se essa cepa é mais patológica ou contagiosa ou se prevalecerá sobre a variante delta e a variante ômicron” declarou Kostrikis. Porém, o cientista afirma que provavelmente essa linhagem também será substituída pela variante ômicron, que é altamente contagiosa.

A Ômicron, desde que foi identificada em laboratórios da África do Sul, têm sido responsável por uma explosão de casos em diversos países, quebrando sucessivos recordes de novos casos. Atualmente, os EUA, França e Itália concentram metade dos casos de covid do planeta. 

Desde os primeiros dias do ano, o mundo tem registrado mais de 2 milhões de casos de covid-19 por dia. Há também países que voltaram a registrar alta nos casos após meses com a pandemia controlada, como a Índia, que notificou na sexta mais de 100 mil casos num único dia.

"Assim como as variantes anteriores, a ômicron está hospitalizando e matando pessoas. Na verdade, o tsunami de casos é tão grande e rápido que está sobrecarregando os sistemas de saúde em todo o mundo", declarou Tedros Adhanom,  diretor da Organização Mundial de Saúde.

 


Foto destaque: Sars-cov2, vírus causador da covid-19. Reprodução/Daniel Roberts/VEJA

LEIA MAIS

Deixe um comentário