Bem Estar

Transtornos alimentares: saiba mais sobre o tema que se tornou popular no BBB

Depois de chamar bastante atenção dos telespectadores do BBB 22, especialista explicam os transtornos alimentares, seus diferentes tipos, como pode surgir e qual o tratamento adequado.

3 min de leitura
11 Fev 2022 - 13h26 | Atualizado em 11 Fev 2022 - 13h26

Transtornos alimentares são doenças  caracterizadas por rotinas alimentares irregulares e preocupação demasiada com o peso ou a forma do corpo. As doenças mais comuns que se enquadram nesse complexo são bulimia nervosa, anorexia nervosa e transtorno da compulsão alimentar. A maior parte desses transtornos alimentares envolve a atenção demasiada no peso, no formato do corpo e nos alimentos consumidos, o que gera comportamentos alimentares prejudiciais para o ser humano. 

Nos últimos dias esse tema ganhou bastante destaque na edição do BBB 22, devido a participante gaúcha Bárbara Hecka. A integrante do programa que adota uma alimentação restritiva e prática de jejum constante, deixaram o público alguns partipantes da casa preocupados. Entretanto, a equipe responsável por suas redes sociais publicou uma nota em sua defesa, afirmando que Bárbara se encontra perfeitamente saudável e que repudia tais afirmações feitas sem o diagnóstico de um profissional.

Partindo desse ponto de vista, de acusar sem o devido diagnóstico, pode ser também um equivoco, dado que transtornos alimentares são trantornos Essa afirmação está incluída no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), e diz que essa doença pode ser prejudicial tanto a saúde física, quanto a saúde mental dos pacientes. Posto isso, alguns especialistas na área, em entrevista para a revista IstoÉ, esclareceram algumas dúvidas para melhor compreensão desses trantornos.


Transtorno alimentar. (Foto: Reprodução/Christian Dorn/Pixabay)


Trantorno alimentar

De acordo com psiquiatra Lorena Rodrigues, essa doença é designada por mudanças ou alterações psicológicas ligadas a rotina alimentar. Além disso, ela pode ser fruto de uma mudanã na rotina, histórico alimentar, formas de consumir o alimento- seja em quantidade escassez ou excessiva. “Não é só o reflexo de vaidade. Não está relacionado apenas ao desejo de se manter bonita ou dentro na moda", relata a especialista.

Posto isso, confira os diferentes tipos de transtornos como a anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno de compulsão alimentar listados pela  Associação Brasileira de Transtornos Alimentares (Astral):

Anorexia nervosa 

Esse transtorno é conhecido pelo baixo consumo calórico, o que acarreta restrições alimentares bem rigidas para trazer um  baixo peso corpora. Em suma, é o constante medo de engordar e perturbações quanto ao aumento de peso e à forma do corpo; o pode ocasionar em uma distorção da imagem corporal.

Bulimia nervosa

A bulimia é apresentada por episódios de compulsão alimentar, em que a vitima consome excessivamente os alimentos em um pequeno espaço de tempo. A principal característica dessa doença é a total perda de controle na hora de consumir o alimento. Normalmente, o paciente bulímico tem seus episódios sozinhos e escondidos das outras pessoas. Ademais, após o acontecimento é comum surgir sentimentos de culpa e vergonha.

Transtorno da compulsão alimentar

A doença é caracterizada por episódios de compulsão alimentar e constante falta de controle alimentar. Após isso, pode-se  ocorrer sentimentos de culpa, aversão ou depressão. Também é comum outros tipos de comportamentos como roubar ou acumular comida em lugares inadequados, como o guarda-roupa.

Sintomas e diagnóstico


Mulher dialogando. (Foto: Reprodução/Shvets production/Pexels)


Os sintomas mais recorrentes são distorção de imagem, falta de apetite, alimentação descontrolada, indução do vômito, vontade constante em perder peso, longos períodos de jejum e excesso de atvidade físicoa. “Na maioria das vezes, começa com apenas uma dieta simples e, com o passar dos dias, vai diminuindo a quantidade [de alimentos] até chegar ao ponto de não querer comer, alegando que não estão com fome”, relata a nutricionista Catherine Ferrante. 

O primeiro passo para o tratamento é a autoconsciência dos sinais que se qualificam como transtorno alimentar. Logo após, é essencial buscar ajuda médica e apoio em outros especialistas. Diversos profissionais recomendam o tratamento multiplicar —  ter um acompanhamento com psiquiatra, psicólogo, endocrinologista, nutricionista e nutrólogo.

 

Foto Destaque: Alimentos e fita métrica. Reprodução/Nataliya/Pexels.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo