Top5daLorena: músicas que marcaram a infância de muitos brasileiros

Publicado 12 de Oct de 2020 às 20:21

Ué, não é final de semana e tem Top5daLorena? Como acontece sempre, a nossa lista de músicas é postada na sexta, sábado ou domingo e, com ela, muitas novidades, sucessos e nostalgia. Dessa forma, pensando no dia da criança que está sendo comemorado nesta segunda-feira (12), nós, do site Lorena.r7, separamos uma seleção especial com hits que marcaram a infância de muitos brasileiros. Assim, em um feriado tão especial, onde todas as crianças ganham presentes, adultos atualizam perfis nas redes sociais com fotos de quando eram pequenos etc, escolhemos trilhas para todos os gostos e épocas. 

Leia mais: Top5daLorena: as músicas preferidas dos "barzinhos" do Brasil

Da simplicidade dos 80, 90 e 2000, relembrando as brincadeiras de pega-pega, pique-esconde etc, a ideia do texto é fazer você embarcar na máquina do tempo e lembrar do bolo da vovó, daquele dia chuvoso especial e também do contexto enquanto todos estes momentos incríveis aconteciam. Vamos lá!

Superfantástico - Balão Mágico 

Voltando um pouquinho no tempo, vamos parar em 1983. Na política, o Brasil vivia o final da Ditadura Militar com o presidente João Figueiredo no poder, sendo o último desta fase. Pelo lado esportivo, Ayrton Senna já se consolidava como um dos maiores pilotos de F1 de todos os tempos. Nessa hora, se você ligasse a televisão iria ver a estreia da Rede Manchete de Televisão e uma programação da TV Cultura bem infantil, principalmente com O Mundo da Lua, Vila Sésamo e X-Tudo.

Além, é claro, dos programas do Palhaço Bozo, Fofão, Os Trapalhões e o desenho He-Man. Nas ruas de todo o país, as crianças brincavam de amarelinha, playmobil, pular corda e, quando se machucavam, sempre tinha a mamãe para vir com o methiolate e aliviar a dor. 

Na música, um grupo de crianças começava a dominar o mercado e ganhar o coração de milhões. Intitulado de Turma do Balão Mágico, foi lançado um anterior, em 1982, como um projeto musical. Contudo, rapidamente após a fama nacional, é adaptado para um programa de TV na Rede Globo. Assim, com Simony, Tob e Mike no grupo, é feito o primeiro álbum e a venda de 1 milhão de cópias.

Em 1983, o grupo fazia mais sucesso e com direito a um dos hits mais conhecidos pelas crianças até hoje: Superfantástico, com a participação do cantor Djavan no clipe oficial. 


O Balão Mágico fez muito sucesso nos 80. (Reprodução/YouTube @balaomagicooficial)


Brincadeira de Criança - Molejo

Entre 1996 e 1997, as crianças do Brasil conheciam pela primeira vez o jogo Tamagotchi, que era uma espécie de simulador de animais de estimação. Também na época, a garotada passava horas frente à televisão assistindo Castelo Rá-Tim-Bum, Cocoricó, Powers Rangers e Planeta Xuxa, que estreava na Rede Globo no mesmo período.

Na música, os pequenos sentiam a dor da perda do grupo Mamonas Assassinas. Por outro lado, a dupla Claudinho e Bochecha vivia o apogeu do sucesso e fazia a criançada cantar Só Love e Quero Te Encontrar. Contudo, a canção que embalava as brincadeiras, sem dúvida nenhuma, era Brincadeira de Criança, do Molejo. 

Lançado junto ao álbum que leva o mesmo nome da música, o grupo de pagode conseguiu vender mais de 1 milhão de cópias, sendo este o mais bem-sucedido da carreira do conjunto musical e se perpetuando até hoje como uma espécie de "hino" da infância.


Molejo em gravação de Brincadeira de Criança, em 2014. (Reprodução/YouTube @Molejo)


Lua de Cristal - Xuxa

Andando um pouquinho na linha do tempo, embarcamos mais uma vez nos anos 90. Porém, diferentemente de Brincadeira de Criança, que pegou o final da década, estamos precisamente em 1990. Só que, infelizmente, este período não começou da melhor forma. Na política, Fernando Collor de Mello assumia o cargo de presidente do Brasil, dando início a uma das fases mais questionadoras entre todos os ex-governantes do país com a criação do Plano Collor. Na música e humor, o país estava de luto com a morte do cantor Cazuza e o humorista Zacarias. 

Quase que alheios a tudo isso devido a pureza da infância, a garotada se divertiam pela primeira vez com os tazos, que se tornaram uma febre nos recreios nas escolas de norte ao sul do país. Na televisão, o programa matinal Oradukapeta, com o quadro "Porta dos Desesperados" no SBT, com a apresentação de Sérgio Mallandro, chegava ao fim.

Por outro lado, o Xou da Xuxa se estabelecia cada vez mais como uma das fontes de entretenimento das crianças. Assim, aproveitando o momento, a apresentadora Xuxa Meneghel, que já era uma das maiores artistas da América Latina, lançou o filme Lua de Cristal. 

E, com a música Lua de Cristal, a produção fez um sucesso absurdo, ganhando até uma versão em espanhol e se tornando uma espécie de "trilha" em quase todas as festas infantis até hoje, assim como todas as composições de Xuxa. 


Lua de Cristal é uma das principais músicas de Xuxa. (Reprodução/YouTube @Xuxa)


A Lenda - Sandy e Junior

Finalmente invadimos os anos 2000, e bem na transição entre os séculos XX e XXI. Com a promessa de mais modernidade, inclusive com a presença de computadores no país, além da esperança de novas atitudes na política, o Brasil acreditava dar passos para iniciar o novo milênio de forma diferente. Ainda mais, entre os anos 2000 e 2002, muitas novidades apareciam na Televisão.

A primeira aparição dos realitys Big Brother Brasil, na Rede Globo, e Casa dos Artistas, no SBT, davam o tom do que seria a nova era no país. Ainda na TV, estreava o programa Caldeirão do Huck. Além, é claro, dos sucessos do Programa do Ratinho e Domingo Legal, no SBT, e também o Domingão do Faustão, na Globo. Dessa maneira, se estabelecia, assim, uma boa disputa entre as duas emissoras. 

Na música, singles como Velha Infância (Os Tribalhistas), Ana Júlia (Los Hermanos) e, é claro, os grupos Rounge e KLB eram alguns dos destaques. Contudo, as crianças ficavam encantadas com o surgimento de Sandy e Júnior, que lançavam um sucesso atrás do outro. Aliás, era quase que rotina ter um cd da dupla em qualquer festa infantil neste período.

Com uma fama tão estrondosa, eles chegaram a estrear dois programas de TV: a novela Estrela Guia (2001) e a série Sandy & Júnior (1999). Em toda a carreira dos dois artistas - filhos do cantor sertanejo Xororó -, a música A Lenda, sem dúvida alguma, marcou como um dos maiores sucessos de todos os tempos.


Sandy e Júnior marcaram a infância dos anos 2000. (Reprodução/Youtube @Sandy&Junior)


Beautiful Girls - Sean Kingston 

Chegando na nossa última canção, resolvemos dar espaço para uma representante internacional. Aliás, dos anos de 2005 até o início da década de 2010, as músicas estrangeiras quase que "engoliam" as produções nacionais dentro do Brasil. Era comum, por exemplo, ir na rua e ouvir muito mais Akon, Beyoncé, Rihanna, Bruno Mars e Justin Bieber Selena Gomez, correlação aos artistas brasileiros. 

Tudo isso, é claro, enquanto o Orkut e MSN eram as primeiras redes sociais e faziam jovens e crianças irem até uma Lan House para poder bater papo e fazer comunidades. E foi assim que este período marcou uma fase de transição na forma de se comunicar e da cultura popular, influenciando adultos e também as crianças. Agora, os pequenos tinham o primeiro contato com ferramentas mais modernas, principalmente pelo popularismo destas novas tecnologias.

Mas no se refere à música, a canção Beutiful Girls, que contém uma batida de Stand By Me, de Ben E. King, foi um estouro. Assim, sendo a primeira do jovem estadunidense de 17 anos Sean Kingston, ela bombava em todas as rádios do mundo e marcava a infância de muita gente.  


Em 2007, Beatiful Girls era febre nas "festinhas". (Reprodução/YouTube @Sean Kingston's)


E aí, a nostalgia bateu com a nossa lista especial do dia das crianças? Então fique ligado, pois toda semana trazemos uma seleção especial aqui no site Lorena.r7.

 

(Foto destaque: Top5daLorena: músicas que marcaram a infância de muita gente. MRossi / Live Nation Brasil)

Deixe um comentário