Notícias

Telescópio James Webb captura as imagens mais nítidas dos anéis de Netuno em 30 anos

Nas imagens do telescópio James Webb, é possível enxergar pelo menos os cinco anéis principais do planeta, compostos por rochas, poeira e gelo. Os anéis de Netuno haviam sido vistos pela última vez há 30 anos.

3 min de leitura
21 Set 2022 - 15h32 | Atualizado em 21 Set 2022 - 15h32

O telescópio espacial internacional James Webb realizou sua primeira captura de imagens do planeta mais distante do Sol, Netuno. As fotos foram reveladas pela Agência Espacial Norte-Americana (NASA), e pela Agência Espacial Europeia (ESA) na manhã desta quarta-feira (21).

De acordo com a NASA, as imagens feitas pelo James Webb revelam a melhor reprodução dos anéis do gigante de gelo em 30 anos. O registro também mostra as principais características do planeta de uma nova perspectiva. "Faz três décadas desde a última vez que vimos esses anéis fracos e empoeirados, e esta é a primeira vez que os vemos no infravermelho", disse Heidi Hamel, cientista da equipe do telescópio James Webb, que, assim como os outros cientistas, estava surpreso com a quantidade de novas informações sobre Netuno presente nas fotos. 

Nos retratos capturados, é possível enxergar pelo menos os cinco anéis principais de Netuno, e eles são formados por bilhões de partículas de rocha, gelo e poeira, e algumas faixas de poeira mais fracas.


Imagens de Netuno e seus anéis capturadas pelo telescópio James Webb (Foto/Reprodução/NASA/ESA)


As imagens foram produzidas pela Near-infrared Camera (NIRCam) do observatório. A câmera possui três filtros infravermelhos que foram usados para capturar imagens de Netuno, que é o planeta mais afastado do Sol e é o único planeta do Sistema Solar que não é possível ver a olho nu da Terra. O equipamento também permitiu que o telescópio James Webb capturasse fotos de sete das 14 luas conhecidas de Netuno.

A revelação de fotos que permitem uma boa visão de um astro que está mais de 30 vezes mais longe do Sol do que a Terra podem representar uma grande mudança para os estudos astronômicos no mundo, pois usar tal tecnologia em planetas ou astros mais acessíveis, como Marte e a Lua, podem ajudar os cientistas a entenderem melhor esses astros, e assim, novas descobertas serão feitas.

Foto destaque: Reprodução/Shutterstock

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo