Tech

Startups que contribuem com o ecossistema estão em alta na COP27

O papel das empresas preocupadas com soluções para a energia renovável e limpa no mundo, está entre os diversos temas da agenda do evento. O Brasil está em destaque e tem potencial para ser um exemplo positivo ao mundo.

3 min de leitura
10 Nov 2022 - 20h00 | Atualizado em 10 Nov 2022 - 20h00

“Greentechs” é o nome como são chamadas as Startups com soluções mais limpas e renováveis para o ecossistema, e elas vêm conquistando cada vez mais espaço. Para 2026 a projeção é de que essas empresas movimentem acima de R$247 bilhões em todo o mundo.

Acontecendo no Egito, na cidade de Sharm El-Sheikh desde o dia 6 de novembro, a COP27 tem diversos temas focados na diminuição dos efeitos de clima. O papel das empresas privadas é um dos temas que está mais em alta durante o evento. Ainda por dentro desse contexto, discute-se a importância do empreendedorismo e da tecnologia para a criação de uma sociedade com hábitos de consumo baseados em energia limpa e renovável.

 “A chamada revolução energética contribui para o surgimento de soluções voltadas para o mercado de energia e que reforcem o compromisso de empresas de diferentes setores com o meio ambiente, uma vez que essas passam a produzir e consumir energia de forma mais eficiente.”, disse o CEO e cofundador da Diel Energia, Bruno Arcuri.


Energia Eólica (Foto: Reprodução/Fórum da construção)


O Brasil em destaque

Um grande exemplo neste setor, um estudo da Quintessa revelou que no Brasil existem mais de 190 startups com essa proposta. O país pode se tornar uma das maiores economias, de renda média ou alta, nos próximos 8 anos a chegar na neutralidade de carbono no ar. O potencial para reduzir as emissões de carbono equivalente (CO2e) é de 1,3 gigatoneladas até 2030. Sendo assim, o Brasil poderá ser um exemplo positivo e concreto de esperança para a economia sustentável nas próximas décadas, o que pode inspirar todo o mundo. Um relatório apresentado durante a COP27 nesta quarta-feira (09) confirma essas informações.

O relatório se chama “Maratona da Amazônia: o Brasil levará uma economia de baixo carbono da Amazônia para o mundo”, e é um propósito de desenvolvimento econômico que apresenta uma análise rigorosa do potencial da região ao estimar a oportunidade financeira por trás das estratégias para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e destaca vários projetos que promovem uma nova abordagem baseada na preservação do ecossistema, voltada para as pessoas e ecologicamente correta.

 

Foto destaque: Logo COP27. Reprodução/Divulgação via Ipam Amazônia

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo