Notícias

Senador Carlos Portinho revela que Bolsonaro teme ser preso

Segundo o líder do governo no senado Carlos Portinho (PL), o Presidente Jair Bolsonaro teria relatado aos senadores do seu partido ter medo de ser preso após falas do ministro Alexandre de Moraes.

3 min de leitura
15 Dez 2022 - 19h57 | Atualizado em 15 Dez 2022 - 19h57

O líder do governo no senado, Carlos Portinho (PL) do Rio de Janeiro, confirmou que o presidente Jair Messias Bolsonaro relatou aos senadores que fazem parte do seu partido, ter medo de ser preso por ordem do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Segundo Carlos, o presidente, a bancada e a cúpula do partido liberal estão se sentindo acuados pelo ministro. 

O líder do governo solicitou a Valdemar Costa Neto que os senadores levem ao STF um habeas corpus preventivo na tentativa de proteger senadores e deputados do partido, visando evitar a prisão dos mesmos. 

O pedido seria essencial visto a inação de Rodrigo Pacheco ao não parar as medidas arbitrárias e exageradas do ministro do STF. 

“O presidente nos disse que acha que vai ser preso pelo STF. Está com medo de ser preso e nós também. Vejo isso acontecendo. Estamos sendo ameaçados pelo STF. Agora estou com medo de me posicionar na tribuna e as consequências que isso pode ter”, relatou o senador. 


Bolsonaro em sua última aparição para discurso ao seus seguidores (Foto/Reprodução: Site Metrópole) 


Três dias antes da diplomação de Lula, Bolsonaro fez um pronunciamento aos seus seguidores incentivando o golpe, em seu discurso o presidente afirmou novamente não acreditar no resultado das eleições e que as forças armadas fariam o que seus seguidores pedissem e até a posse do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva muitas coisas poderiam acontecer. Após essa fala de Jair Bolsonaro, bolsonaristas tumultuaram a diplomação de Lula, o grupo queimou o ônibus e carros e realizou ataques à sede da Polícia Federal em Brasília na última segunda-feira (12).

Na última quarta-feira (14) o ministro Alexandre de Moraes revelou que ainda existem várias pessoas a serem presas, seria uma tentativa de parar os atos antidemocráticos e a disseminação de fake News. 

A partir de 1º de janeiro, Bolsonaro deixa de ser chefe do executivo e perde o couro privilegiado. Em teoria, o então ex-presidente poderá ser julgado pela justiça comum. 

 

Foto destaque: Senador Carlos Portinho. Reprodução/Geraldo Magela

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo