Robinho é suspenso do Santos após repercussão de caso de estupro

Publicado 17 de Oct de 2020 às 11:54

O jogador Robinho foi contratado pelo Santos Futebol Clube na última semana, mesmo após ter sido condenado a nove anos de prisão por participação em estupro coletivo na Itália. A condenação em primeira instância ocorreu em novembro de 2017, e não é definitiva, ou seja, o jogador ainda pode recorrer à decisão. A defesa de Robinho já entrou com recurso, que será analisado pela corte de Milão em dezembro deste ano.

Leia Mais: Andressa Suita entra com pedido de divórcio

Segundo detalhes do processo, o crime aconteceu na boate chamada Sio Café, no dia 22 de janeiro de 2013. Na última sexta-feira (16), o site GloboEsporte.com publicou transcrições de escutas implantadas pela polícia italiana nas ligações telefônicas e no carro do jogador. O caso foi concluído, principalmente, devido às falas incriminatórias coletadas.

Em uma das conversas registradas, o jogador comenta sobre o caso com o músico Jairo Chagas, que tocou na boate na noite do ocorrido. Segundo o processo, foi dito que: “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu. Olha, os caras estão na me**a... Ainda bem que existe Deus, porque eu nem toquei aquela garota. Vi (NOME DE AMIGO 2), e os outros fod***m ela, eles vão ter problemas, não eu... Lembro que os caras que pegaram ela foram (NOME DE AMIGO 1) e (NOME DE AMIGO 2).... Eram cinco em cima dela.”

Em 2014, Robinho voltou a conversar sobre o caso com Jairo, e disse:

Robinho: "A polícia não pode dizer nada, eu direi que estava com você e depois fui para casa."

Jairo: "Mas você também transou com a mulher?"

Robinho: "Não, eu tentei. (NOME DE AMIGO 1), (NOME DE AMIGO 2), (NOME DE AMIGO 3)..."

Jairo: "Eu te vi quando colocava o pênis dentro da boca dela."

Robinho: "Isso não significa transar."

(Os nomes dos demais participantes do crime foram ocultados pela polícia Italiana).


Robinho se divertiu no único treino com a camisa do Santos. (Foto: Reprodução/ Ivan Storti/ Santos FC)


Na quarta-feira (14), a Orthopride, franquia de ortodontia estética, rescindiu o contrato com o Santos, por causa de Robinho, e justificou a decisão devido ao “respeito às mulheres”. Além disso, a Brahma também se posicionou publicamente em relação ao clube, dizendo que a empresa só renovará o contrato com o Santos, após a demissão do jogador.

Pressionados pelo público e, também financeiramente, o clube emitiu uma nota pública em seu site. “O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália.”, declarou o clube.

O jogador Robinho, também apareceu em seus stories do Instagram para comentar sobre o caso. “Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão junto do presidente de suspender meu contrato neste momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão e aqueles que gostam de mim, vou provar minha inocência”, afirmou o jogador.

(Foto Destaque: Robinho é suspenso do Santos após repercussão de caso de estupro. Reprodução/ Ivan Storti/ Santos FC)

Deixe um comentário