Bem Estar

Renove a saúde mental em 2022

Em nova configuração, ano de 2022 pede mais cuidados com a saúde mental. Para isso, é importante aliar a prática de atividade física a demais zelos com o corpo e mente.

3 min de leitura
15 Dez 2021 - 17h19 | Atualizado em 15 Dez 2021 - 17h19

Com o despertar da pandemia de Covid-19, a procura por psicólogos e psiquiatras aumentou consideravelmente. Fatores como perda familiar e isolamento social foram taxativos na busca por acompanhamento médico.

De acordo com o levantamento da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), os novos casos de transtornos mentais cresceram em 82% durante a pandemia. Na pesquisa, 89,2% dos médicos entrevistados relataram agravamento de quadros psiquiátricos neste período.

Em 2022, com boa parte da população vacinada e a abertura gradual às atividades sociais, fica a sensação de “voltar a viver”, mas como? Alguns passos podem te ajudar a manter a saúde mental em dia:

  1. Cuidar da alimentação. Ela é o carro chefe do nosso corpo, responsável por manter o equilíbrio de todo o nosso sistema.
  2. Praticar atividade física. Aquela velha recomendação que às vezes não desperta muito interesse, mas é essencial para gastar as energias acumuladas em dias de isolamento.
  3. Durma bem. Priorize e regule seu horário de dormir, pois a ausência do sono reparador pode causar diversos malefícios à saúde física e mental, como perda de memória e dores no corpo.
  4. Renove relações. Esteja em processo de autoconhecimento, permita-se conhecer o seu corpo e mente, e se permita estar com pessoas queridas em momentos de lazer.

Prática milenar, a yoga é uma ótima aliada dos ansiosos. Ela reduz a ansiedade, que, segundo a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), aumentou em 80% da população brasileira na pandemia. A vantagem dessa atividade é que ela pode ser feita em casa, de forma a evitar riscos de contaminação da covid-19. Em canais como Youtube e TikTok, é possível acessar conteúdos que ensinam a praticar em casa.


Prática estimula a liberação de endorfina, hormônio que controla o estresse. (Foto: Reprodução/Pixabay)


https://lorena.r7.com/post/Verao-conheca-os-sucos-funcionais-que-estao-em-alta

https://lorena.r7.com/post/Natalia-Vicchiatti-e-a-importancia-das-terapias-alternativas-para-nossa-vida

https://lorena.r7.com/post/Dormir-com-meias-ajuda-a-relaxar-e-e-aconselhavel-por-especialistas


Outro ponto indispensável para a melhoria da saúde mental é respeitar o seu próprio tempo. As estratégias para retomar o convívio social ainda estão a passos curtos, exigem cautela e atenção. Não se cobre um desempenho impecável em qualquer tarefa que for realizar, se lembre que a saúde mental da maioria da população mundial está bastante prejudicada. Tenha calma!

Para dar pequenos passos rumo ao sucesso, a orientação é se organizar. Estar e se manter organizado favorece todos os planos do cotidiano. Em seguida, defina prioridades e programe o tempo. Depois, mãos à obra!

Elemento importante, o acompanhamento psicológico e psiquiátrico beneficia os pacientes, contudo, a mudança precisa ser reforçada pelo próprio indivíduo no dia a dia; assim, a manutenção da saúde mental deixa de ser um fardo.

Foto Destaque: Ilustração sobre saúde mental. Reprodução/Pixabay.

Deixe um comentário