Notícias

Reino Unido deseja apoiar o governo da Ucrânia em seu exílio

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson diz que Reino Unido planeja oferecer seu apoio ao governo ucraniano “no exílio” de Volodymyr Zelensky, junto ao seu gabinete na Ucrânia para que assim possam ter “um lugar seguro” onde ficar.

3 min de leitura
24 Fev 2022 - 22h00 | Atualizado em 24 Fev 2022 - 22h00

No dia 24 de fevereiro de 2022 desta quinta-feira, Boris Johnson, primeiro-ministro britânico declara o apoio do Reino Unido para com o governo ucraniano “no exílio”, como o mesmo diz.

Em conversa com o atual presidente da Ucrânia, Johnson diz ser melhor Volodymyr Zelensky encontrar “um lugar seguro” para ele e todo o seu gabinete, devido ao ataque brutal que a Rússia está lançando em meio ao país ucraniano.


Volodymyr Zelensky, atual presidente da Ucrânia.  (Foto: Reprodução/Andy Buchanan/Pool/Getty Images/Focus.jor)


Assim, depois da conversa que Johnson teve com Zelensky na manhã desta quinta-feira, o primeiro-ministro da Inglaterra prevê que poderá ser “necessário” achar um novo lugar urgente para o qual o líder das terras ucranianas possa se estabelecer nesse momento.

Primeiro-ministro oferece resposta após ser questionado se a Ucrânia receberá o apoio e refúgio da Grã-Bretanha se caso ela realmente precise do exílio: “É claro que daremos todo o apoio que pudermos – logístico ou não – como a Grã-Bretanha sempre fez aos governos no exílio”, afirma Johnson.


O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, diz que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, junto ao seu gabinete talvez precise encontrar “um lugar seguro” como refúgio em meio à guerra que se inicia. (Foto: Reprodução/Getty Images/Notícias ao Minuto)


Na quinta-feira, também chegaram a serem anunciadas por parte de Johnson as sanções econômicas abrangentes que podem ser usadas contra o poder russo, fazendo com que os indivíduos e as instituições financeiras as quais ele já havia avisado, tenham como objetivo “mancar” a economia da Rússia.

Desse modo, a Ucrânia seria apoiada pelo Reino Unido “economicamente, diplomaticamente, politicamente e sim, militarmente também”, segundo fala do primeiro-ministro.

O trabalho com aliados da organização do tratado do Atlântico Norte (Otan), faz parte dos esforços de Boris Johnson na contenção das ações militares na Rússia, onde tentam bloquear o acesso de sistema do pagamento SWIFT, que faz conexão com instituições financeiras no mundo.

Foto destaque: Boris Johnson. Reprodução/Flipboard

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo