Notícias

Rede de transporte de Londres ficará paralisada devido a onda de greves no Reino Unido

Causadas pela inflação, greves vem acontecendo desde julho por todo o Reino Unido, funcionários pedem aumento salarial equivalente, e novas paralisações ja são previstas até o final de agosto.

3 min de leitura
18 Ago 2022 - 22h00 | Atualizado em 18 Ago 2022 - 22h00

Por conta da alta da inflação greves estão acontecendo em todo o Reino Unido, pedindo reajustes salariais, novas paralisações são previstas para o final de agosto. A próxima paralisação será de toda a rede de transportes de Londres, que foi convocada pelos sindicatos britânicos RMT, TSSA e Unite, a greve ira paralisar os funcionários ferroviários, e maioria dos trens ficaram parados nesta sexta-feira (19), situação que deve se estender pelo fim de semana.

O administrador público da rede ferroviária disse a Network Rail — “usem os trens somente se for absolutamente necessário”. A greve tem previsão de durar de quinta-feira até sábado, deixando a situação dos transportes bastante debilitada para os britânicos.

Planejamento de greves

Outras paralisações já tem data marcada, como os estivadores do porto de Felixtowe, que é o maior porto de carga da Inglaterra, os mesmos ameaçam interromper a maior parte do tráfego de cargas, e ficaram de greve por oito dias, a partir deste domingo (21).

Funcionarios dos correios, que somam mais de 115.000 trabalhadores também planejam quatro dias de greve entre o final de agosto e início de setembro. Já estão paralisados alguns serviços como o depósitos da Amazon, coletores de lixo. Já os funcionários da operadora de telecomunicação BT, planejam fazer sua primeira greve em 35 anos.

Todos exigem reajustes de salário equivalentes à inflação do país, que atingiu 10,1% em 12 meses, e pode ser ainda maior até o final deste ano, segundo estimativas feitas pelo Banco da Inglaterra.


                           

                             Greves vem acontecendo desde Julho deste ano (Foto:Reprodução/ Money Times)


Modificação da lei

Devido a decisão do governo em modificar a lei, permitindo com que trabalhadores temporários substituam os funcionários em greve, os sindicatos vêm denunciando esta decisão e expondo quem recorre a ela. Como foi o caso da loja de luxo de Londres Harrods que foi a primeira a fazer uso para “ameaçar seus funcionários” segundo a Unite.

As paralisações possuem grandes chances de prosseguir para além do verão britânico, podendo até se estender aos trabalhadores de diversas outras áreas, como da saúde e da educação, que receberam ofertas salariais de 4%, oque foi considerado pelos sindicatos como “propostas miseráveis”.

Porém alguns funcionários vêm cancelando suas greves, como foi o caso da equipe de terra da British Airways, que pedia um restabelecimento dos salários que foram cortados em 10% durante o início da pandemia, aceitando um aumento de 13%.

 

Foto Destaque: Rede ferroviária ficará debilitada por todo o final de semana/ Folha PE

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo