Notícias

Recusa do bafômetro causou 92,8% de multas em blitz policial em São Paulo

Multas em São Paulo chegam a 92,8% em blitz, devido a grande parte dos motoristas com sinais de embriagues que se recusaram a realizar o teste do bafômetro.

3 min de leitura
06 Jan 2022 - 23h00 | Atualizado em 06 Jan 2022 - 23h00

Segundo dados disponibilizados pelo Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo), no mês de dezembro do  ano de 2021 foi obtido um porcentual de 92,8% multas recebidas, enquanto a ODSI (Operação Direção Segura Integrada) fiscalizava as condutas dos motoristas que rejeitavam a realizar o teste do bafômetro oferecido a eles. Sendo assim, 283 pessoas estavam envolvidas nas violações e outras 305  foram multadas, onde quatro delas acabaram sendo identificadas como crime de trânsito.

Nos feriados de Natal e Ano Novo, entre os dias 22 e 29 do mês de dezembro, o Detran-SP realizou várias operações, das quais 7,5%, 32 dos motoristas dos 426 veículos que foram fiscalizados acabaram sendo multados, por embriaguez (teste do bafômetro) ou por recusa.  

Em 18 municípios, por conta das 22 fiscalizações feitas, foram realizados no total 5.495 testes dentro das cidade de: Catanduva, Franca, Santo André, Rio Claro, Cubatão, São Paulo, Praia Grande, Votuporanga, Brodowski, São José do Rio Preto, Hortolândia, Jaú, São Caetano, Registro, Ribeirão Preto, Taubaté, Salto e São José dos Campos.


Fiscalização de motoristas em final de ano acaba levando a 305 multas. (Foto: Reprodução/HORA CAMPINAS)


Os 42,3% de óbitos  registrados na capital de São Paulo são de motoristas alcoolizados no volante, tem acontecido principalmente a noite nos finais de semana, além de que 18% de vitimas fatais são de jovens com idades de 18 a 24 anos, no mês de  janeiro de 2019 ao mês de julho de 2021.

Muitos motoristas se recusam fazer o teste do bafômetro e terão que pagar uma multa de R$2.934,70, responder  a um  processo de suspensão da CNH e se houver reincidência nos últimos 12 meses, a multa será o dobro e a habilitação poderá ser cassada.

Foto destaque: Teste do bafômetro em blitz. Reprodução/Zanone Fraissat/Folhapress/UOL CARROS

LEIA MAIS

Deixe um comentário