Raul Gazolla relembra os quatros infartos que sofreu e conta história de superação: 'Quase morri no aeroporto'

Publicado 20 de Feb de 2021 às 16:52

No programa Bate Coração na live do Instagram, o ator Raul Gazolla (65) conversa com a sua filha Rani Gazolla (18) sobre histórias de superação. Eles conversam sobre a rotina na pandemia, a rotina de exercícios dentro de casa, alimentação e o psicológico. Durante a conversa, o ator também relembra os quatros infartos que já sofreu na última década. 

 

 


 

https://lorena.r7.com/post/Irma-de-Neymar-Rafaella-Santos-abre-Bazar-em-prol-de-ajudar-criancas-carentes-da-Africa

 

https://lorena.r7.com/post/Cleo-Pires-e-cobrada-na-internet-por-nao-criticar-Fiuk-e-rebate-Toxicos-e-hipocritas

 

https://lorena.r7.com/post/Apos-liberdade-de-Belo-Gracyanne-comemora-O-bem-sempre-vence

 


Raul conta que sempre teve uma vida muito ativa com exercícios e esportes. Contudo, apesar da agitação dos exercícios regulamentares, o o ator teve um infarto aos 54 anos. Ele disse que se surpreendeu justamente por sempre ter feito esporte. Após o assassinato de sua mulher Daniela Perez (filha da atriz Gloria Perez), ele começou a praticar Jiu-Jitsu aos 36 anos, e aos 47 se profissionalizou e se tornou campeão mundial.

 

O ator comentou que o primeiro infarto foi em um aeroporto, e que se entrasse no avião não teria sobrevivido. "Quase morri no aeroporto. O médico falou que eu podia ter morrido se eu pegasse aquele avião. Não ia dar tempo de eu chegar. Se eu pego o avião, eu ia enfartar dentro do avião e não tinha tempo de ser socorrido e ia falecer. Aí eu falei: 'peraí. Eu ia morrer e não morri? Ah, mas essa terra vai ficar pequena para mim", conta Raul, que complementou dizendo que a partir do ocorrido passou a dar mais valor às coisas.


Raul Gazolla em live - (Foto: Reprodução/Instagram)


Gazolla contou que depois desse infarto teve mais outros três, pois ele continuou treinando e que esses treinamentos intensos agravaram os seus problemas cardíacos. O seu segundo infarto foi durante um treino, e o terceiro e quarto infarto aconteceram em 2012.

"O médico disse que podia ser hereditário ou por estresse. Comecei a rever minha vida e vi que tive muitos estresses. Só que o médico não disse que eu não podia treinar passando de 180 batimentos cardíacos. Continuei treinando e tive mais três infartos, sem sequelas", disse Raul.


(Foto Destaque:  Raul Gazolla com sua filha Rani Gazolla. Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário