Bem Estar

Quando se deve fazer o teste genético?

Exames de DNA já são bastante conhecidos, e hoje em dia já podem ser feitos dentro de casa. A procura por esse tipo de exame tem aumentado bastante, especialmente por pessoas com históricos de doenças graves na família

3 min de leitura
22 Fev 2022 - 07h54 | Atualizado em 22 Fev 2022 - 07h54

Os genes, parte de uma molécula de um DNA, possuem dados exclusivos e individuais de cada ser humano. Dentre eles, por exemplo, a cor dos olhos; propensão à calvície; obesidade; e inclusive o desdobramento de doenças graves, como o câncer e o Alzheimer. Atualmente, a facilidade de acesso é difundida, e o exame pode ser feito colhendo amostras de salivas ou sangue de alguém. Há possibilidade de que com esse exame, possa prever quais são as chances de algúem desenvolver uma doença ainda que não apresente sintomas.

Os testes genéticos, atualmente, por serem bem mais acessíveis, podem ser realizados dentro de casa , e são encaminhados ao laboratório por correio. Ocorre que esses exames em expansão, que nos ajudam a explorar e entender nossas origens, devem ser feitos em casos específicos e necessários, afinal, há também o cuidado que se deve ter com a confiabilidade desse tipo de exame.


Exemplo de um tipo de exame de DNA, realizado por coletas por meio de contonetes (swab). (Foto:Reprodução/Pexels).


Os tipos de exames de DNA mais conhecidos, são: em casa, em laboratório, e em biópsias. O primeiro, normalmente são feitos por kits. A pessoa esfrega um swab (cotonete longo) dentro da bochecha e recolhe o material. Já no laboratório, amostras de saliva ou de sangue são coletadas, e detectam a probabilidade de uma ou várias patologias.

Os casos mais aconselháveis para se realizar o exame são quando o histórico familiar deixa evidente a necessidade. Por exemplo, quando alguém da família já tiver apresentado casos de câncer de mama, tumores, câncer de ovário e próstata. Vale citar que existem casos em que os genes e suas mutações indicam a possibilidade de doenças inimagináveis para quem realiza o teste.

Um ótimo exemplo, é o da atriz Angelina Jolie, que por um teste genético realizado pela BRCA descobriu sua predisposição ao câncer de mama e se submeteu a uma mastectomia preventiva, que é uma cirurgia que retira a região debilitada interna da mama em conjunto com os seios. 

Foto em Destaque: Imagem de um DNA coletado. Reprodução/Pexels.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo