Notícias

Prévia da inflação fica em 0,58% em janeiro

O IPCA-15 foi de 0,58% em janeiro, enquanto ano passado, o índice foi de 0,78%. Apesar da desaceleração, produtos básicos, como comida e bebida, apresentaram alta.

3 min de leitura
26 Jan 2022 - 18h50 | Atualizado em 26 Jan 2022 - 18h50

O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 14 (IPCA-15) foi de 0,58% neste mês de janeiro, enquanto, no mesmo período do ano anterior, ele atingiu 0,78%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou o resultado da prévia da inflação hoje, 26.

Nos últimos 12 meses, esse mesmo indicador também perdeu forças, chegando a 10,2%. As variações negativas no transporte, etanol, gás, gasolina e passagens áreas tiveram um papel na queda do índice.


Gráfico da variação mensal no ano de 2021 - IPCA-15 (Foto: Reprodução/ Economia via G1)

Alta nos preços em janeiro

O setor do vestuário foi o que teve o maior aumento na alta dos preços nesse mês, com 1,48%, seguido dos artigos de residência, 1,4% e comunicação 1,09%.

No grupo da alimentação e bebidas o aumento foi de 0,97%. Os maiores índices vêm da cebola, com 17,09%, seguido das frutas, com 7,10%, café, com 6,50% e carnes, com alta de 1,15% no mês.

Veja abaixo o resultado completo do IPCA-15 de janeiro para cada um dos oito grupos:

  • Alimentação e bebidas: 0,97%
  • Habitação: 0,62%
  • Artigos de residência: 1,4%
  • Vestuário: 1,48%
  • Transportes: -0,41%
  • Saúde e cuidados pessoais: 0,93%
  • Despesas pessoais: 0,63%
  • Educação: 0,25%
  • Comunicação: 1,09%

Capitais

Ainda segundo o IPCA-15, todas as capitais tiveram alta nos preços nesse mês. A maior foi a região de Salvador, com aumento de 1,08%, enquanto Brasília, apresentou o menor resultado, com 0,19%.

Meta

Em 2022, a meta central de inflação é de 3,50%. Se o índice oscilar entre 2% e 5% ainda é possível se manter dentro da ideia inicial. Porém, com a nova alta, a previsão do mercado se distancia cada vez mais do teto estipulado.

 

Foto Destaque: Somente os transportes não foram afetados em janeiro; Outros 8 grupos sofreram o aumento. Reprodução/ EBC

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo