Notícias

Porta do Inferno, cratera do Turcomenistão, pode ser fechada

O presidente do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, quer fechar a cratera conhecida como "Porta do Inferno", que queima gás natural há mais de 50 anos.

3 min de leitura
12 Jan 2022 - 13h44 | Atualizado em 12 Jan 2022 - 13h44

O presidente do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, quer fechar a cratera de Darvaza, que queima gás natural no país há décadas, conhecida mundialmente como “Porta do Inferno”. Ele expressou sua vontade em um pronunciamento no último sábado (8) e de acordo com o líder, as questões ambientais e o bem estar do povo são o motivo para essa decisão:

"A cratera afeta negativamente o meio ambiente e a saúde das pessoas que vivem nas proximidades... Estamos perdendo recursos naturais valiosos, pelos quais poderíamos obter lucros significativos e usá-los para melhorar o bem-estar do nosso povo" afirmou.

Berdymukhamedov acredita que é a queima constante dos gases dentro da cratera que está impactando negativamente a saúde da população e do meio ambiente. Assim, pediu ao primeiro-ministro que reúna um grupo de cientistas do mundo todo, para que uma solução para extinguir o fogo possa ser encontrada.

Origem

A famosa “Porta do Inferno”, localizada ao norte do país, no meio do deserto de Karakum, é uma cratera de 69 metros de largura e 30 metros de profundidade. Em seu interior, um gás natural queima há mais de 50 anos.


"Porta do Inferno", que queima gás natural há mais de 50 anos - (Foto: Divulgação/Ybrayym Esenov/Unplash)


Segundo a BBC News, o poço de fogo resultou após um erro de cálculo por cientistas soviéticos, em 1971, que ao perfurarem o solo, acabaram atingindo uma caverna de gás. Temendo que gases tóxicos fossem liberados para a atmosfera, como o metano, eles incendiaram o local, pensando que o gás iria queimar rapidamente e o fogo duraria semanas. O que não aconteceu, visto que a cratera ainda está em chamas, mesmo após décadas.

Porém, apesar da história ser a mais conhecida popularmente, o explorador canadense George Kourounis, ao visitar o local em 2013, afirmou que não é possível afirmar o que aconteceu:

“Fiz todo o possível para encontrar algum relatório ou registro oficial, algum jornal que mencionasse o incidente, mas, nada”, relatou.

Como as chamas nunca se apagaram, a cratera se tornou o principal ponto turístico do país, reunindo milhares de pessoas todos os anos. 

Foto Destaque: Interior da cratera de Darvaza - Créditos: Flydime via Wikimedia Commons

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo