Saúde

Por que algumas pessoas se infectam com Covid-19 e outras não?

Pesquisa da Universidade de São Paulo explica o porquê de algumas pessoas se infectarem com o coronavírus e outras não. Segundo estudo, o tempo de resposta do sistema imunológico é fator determinante.

3 min de leitura
25 Jan 2022 - 17h10 | Atualizado em 25 Jan 2022 - 17h10

Estudo publicado em maio de 2021 por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto explica o porquê de algumas pessoas não se infectarem com Covid-19, mesmo tendo contato com pessoas sintomáticas. Segundo a professora e geneticista Mayana Zats, em entrevista à GloboNews, tais pessoas são naturalmente mais resistentes devido ao material genético herdados dos pais.

A pesquisa foi feita com 86 casais que testaram positivo para apenas um dos parceiros. “Estudamos o genoma desses casais, comparando os infectados que tiveram sintomas e os assintomáticos”, diz Mayana. Como resultado, entre os cônjuges que não apresentaram sintomas, 57 eram mulheres, mais que o dobro dos homens. A geneticista afirma que o organismo tem a resposta do sistema imunológico mais rápido, especificamente das células chamadas “natural killers”, defensores naturais, e, nas pessoas que desenvolvem os sintomas, haveria uma demora maior para acionar as defesas.


Mais pesquisas precisaram ser feitas. (Foto: Reprodução/ Marcos Santos/ USP Imagens)


“O que a gente acredita é que nas pessoas infectadas há uma demora na ativação dessas células, enquanto que nas pessoas resistentes, a ativação é muito mais rápida e eficiente”, explica Mayana.

A professora  alerta que isso não exclui a necessidade da vacina: “Todo mundo tem que tomar a vacina, a dose de reforço é extremamente importante. Crianças também devem tomar a vacina. As vacinas melhoram o nosso sistema imune, mesmo em pessoas geneticamente predispostas a ter mais resistência”.

Quando questionado pelo jornalista Octavio Guedes sobre um percentual de conhecimento do coronavírus, Mayana Zats afirma que não sabemos tanto ainda. “Este vírus está dando um ‘baile na gente!’”, pontua. Outras pesquisas devem ser feitas, por exemplo, análise do material genético dessas pessoas mais resistentes e colocando frente à variante Delta e Ômicron, análise do comportamento desse sistema imune mais resistente com as sequelas de pacientes e analise de nonagenários e centenários que apresentaram formas leves de Covid-19 e ficaram assintomáticos. 

 

Foto destaque: Pessoas se protegem do COVID-19. Reprodução/Freepik

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo