Saúde

Pesquisa diz para vacinados com Coronavac: é mais eficaz tomar reforço de marca diferente

Estudo apresenta aumento da concentração de anticorpos em vacinados com a Coronavac que tomaram reforço de diferente fabricante e maior eficácia contra variantes como a Delta e a Ômicron.

3 min de leitura
23 Jan 2022 - 15h54 | Atualizado em 23 Jan 2022 - 15h54

Segundo um artigo científico publicado no periódico Lancet nesta sexta-feira (21), pessoas vacinadas com Coronavac apresentaram maior concentração de anticorpos após tomarem a dose de reforço de outra fabricante. O estudo contou com dados coletados de 1.240 voluntários das cidades de São Paulo (SP) e Salvador (BA) que se vacinaram com Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, seis meses antes de começarem os estudos. Os candidatos receberam doses de reforço da Pfizer-BioNTech, AstraZeneca, Janssen e Coronavac.

Os resultados mostram o crescimento de anticorpos, 28 dias após a aplicação do reforço, em 152% para a Pfizer-BioNTech; 90% para a AstraZeneca; 77% para a Janssen e 12% para a Coronavac. Ou seja, de acordo com o que foi apresentado no resultado final, a dose de reforço com maior índice de eficácia na proteção contra o coronavírus é a combinação de Pfizer-BioNTech e, em seguida, AstraZeneca para vacinados com Coronavac. E o menos recomendado a tríplice dose de Coronavac.


Segundo estudo reforço de Pfizer aumenta concentração de anticorpos para vacinados com Coronavac (Foto: Dado Ruvic/Reuters)


Em adultos idosos, a diferença dos títulos de anticorpos neutralizadores foi entre 8 e 22 vezes maior em esquemas heterólogos de reforço do que no reforço homólogo com a CoronaVac”, relataram os autores do estudo.

Os responsáveis pela pesquisa informam que, segundo relatório final, as doses de reforço mostraram eficácia contra variantes Delta e Ômicron para quem completou o ciclo com a Coronavac.

Nesta sexta-feira (21), o Ministério da Saúde incluiu a Coronavac no Programa Nacional de Imunizações (PNI) para uso emergencial contra a Covid-19 em crianças e adolescentes na faixa etária de 6 e 17 anos. O governo federal tem 6 milhões de doses prontas para serem utilizadas, desenvolvidas pelo Instituto Butantan em parceria com laboratório chinês Sinovac, e já utiliza doses de Pfizer em crianças entre 5 e 11 anos. A chegada de mais 1,8 milhão de doses está prevista para a próxima segunda-feira (24). A campanha de vacinação é realizada em todo o Brasil.

 

Foto Destaque: Caixa de Coronavac. Reprodução/Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo