Notícias

Pesquisa aponta aumento no atraso escolar em crianças do 2° ano do ensino fundamental

Dados da avaliação nacional revelam que o índice de atraso escolar entre alunos do segundo ano do ensino fundamental cresceu significativamente comparado a 2019, o principal motivo para isso ocorrer foi a suspensão de aulas durante a pandemia. 

3 min de leitura
16 Set 2022 - 15h59 | Atualizado em 16 Set 2022 - 15h59

Os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), apontam que a porcentagem de crianças matriculadas no 2° ano do ensino fundamental que não sabem ler e escrever dobrou significativamente do ano de 2019 para 2021, os dados foram divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O Saeb é uma avaliação externa realizada a cada dois anos que permite o diagnóstico da educação básica e as interferências no desempenho escolar dos alunos.

O desempenho dos estudantes é medido através de uma prova nacional aplicada para alunos da rede pública e privada, os cálculos realizados apontam que o índice subiu de 15% em 2019 para 34% em 2021. O crescimento ocorreu quando as aulas presenciais passaram a ser feitas de forma remota devido à pandemia da COVID-19.

Esses dados revelam um atraso pedagógico, pois em 2019 a Política Nacional de Alfabetização estipulou que as crianças do 1° ano do ensino fundamental já soubessem ler e escrever algumas coisas. 

A coordenadora geral substituta do Saeb afirma que: "Isso não foge do esperado. Nesta faixa etária a mediação presencial do professor é especialmente importante". 

O Sistema de Avaliação da Educação Básica realizado em 2021 revelou que as instituições com infraestrutura baixa não conseguiram oferecer o ensino remoto, a situação piorava entre aqueles alunos que possuíam a renda baixa o atraso foi bem maior do que aqueles que receberam o ensino EAD. Segundo o Saeb, 22% das crianças do 2° ano não sabem fazer operações básicas, em 2019 o índice era de 16%. 


Escola em situação precária (Foto/Reprodução: UFGD)


Especialistas relatam que a situação pode ser bem pior, visto que no momento da aplicação da avaliação muitas escolas permaneciam com as aulas suspensas ou online. O Inep divulgou que 71,3% dos alunos realizaram a prova, sendo 80,99% a porcentagem no ano de 2019. 

"É complicado comparar uma rede em que 95% dos alunos fizeram a prova com outra em que 50% prestaram o exame. Aqueles alunos que não compareceram tendem a ser os que estavam em maior vulnerabilidade afastados da escola mesmo que de forma não proposital, isso seleciona os alunos participantes na nota", afirma o líder de políticas educacionais da ONG Todos pela Educação, Gabriel Correia. 

 

Alfabeto em uma sala de aula (Foto Destaque: Eick Mem)

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo