Politica

PSOL anuncia que vai integrar base do governo Lula, mas sem ocupar cargos

Partido não ocupará cargos diretamente no governo Lula, mas ressaltou seu apoio e seus focos em políticas específicas dentro do mandato que se iniciará em 2023.

3 min de leitura
18 Dez 2022 - 19h25 | Atualizado em 18 Dez 2022 - 19h25

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), partido de esquerda que fez oposição ao governo de Jair Messias Bolsonaro, anunciou a decisão de integrar a base do governo Lula no Congresso (ainda que sem ocupar de fato cargos no governo).

A legenda, que sempre mostrou sua posição contrária ao atual presidente, fez questão de apoiar Luiz Inacio Lula da Silva (que acabou vencendo as eleições e assumirá no ano que vem). Com o apoio, a decisão de integrar a base do governo sem ocupar cargos de fato no futuro governo pareceu unânime e já era aguardada.

Nas eleições disputadas esse ano, o partido político elegeu 12 deputados federais. Dentre a dúzia, Guilherme Boulos (integrante da equipe de transição de governo, pelo núcleo de Cidades e Habitação) foi eleito para o novo ciclo governamental que começa em 2023.


Partido Socialista ressaltou seu apoio ao governo Lula que se iniciará em 2023. (Foto: Reprodução/PSOL)


Em seu site o partido anunciou seu posicionamento de forma oficial:

"O PSOL apoiará o governo Lula em todas as suas ações de recuperação dos direitos sociais e de interesses populares. Estaremos presentes nas trincheiras do parlamento e nas lutas do povo brasileiro, combatendo a extrema-direita e defendendo o governo democraticamente eleito, mas o PSOL não terá cargos na gestão que se inicia." - PSOL, em seu site oficial.

De acordo com a legenda, a relação com Lula será diferente da relação com o chamado "Centrão" e o foco será o de "construir uma unidade que não venha a suprimir as diferenças". O PSOL ressaltou seu objetivo em focar nas políticas contra a fome, o desemprego, o desmatamento e o racismo, além da retomada de projetos Minha Casa, Minha Vida e de investir em áreas como saúde, educação e defesa dos direito de mulheres assim como da população LGBTQIA+.

Assim como o PSOL, outros partidos que tiveram representantes eleitos irão fazer parte da base governista do governo Lula, sendo eles: PDT, PSB, Pc do B, Cidadania, PV, Solidariedade, PROS e Rede.

 

Foto Destaque: Governo Lula contará com apoio da legenda socialista encabeçada por Guilherme Boulos. Reprodução/Ahmad Gharabli/AFP

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo