Bem Estar

O que é Burnout e como está atingindo a geração Z no mercado de trabalho

Em entrevistas realizadas pela empresa de consultoria, McKinsey, indicam grandes diferenças entre as gerações, com a Geração Z relatando níveis mais baixos de bem-estar emocional e social do que as gerações anteriores

3 min de leitura
14 Dez 2022 - 19h09 | Atualizado em 14 Dez 2022 - 19h09

Dois anos após o início da pandemia de Covid-19, a geração Z, desde estudantes até profissionais, está relatando taxas mais altas de ansiedade, angústia e depressão do que qualquer outra faixa etária.

Desde janeiro, a Síndrome de Burnout é considerada uma ocupacional pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Síndrome do Esgotamento Profissional ou Síndrome de Burnout é um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, esgotamento físico e estresse resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita responsabilidade ou competividade.


Pessoa angustiada. (Foto: Reprodução/Hilab)


Entrevista realizada pela empresa de consultoria, McKinsey, indicam grandes diferenças entre as gerações, com a geração Z relatando a perspectiva de vida menos positiva, incluindo níveis mais baixos de bem-estar emocional e social do que as gerações passadas.

Um em cada quatro entrevistados relatou sentir-se mais emocionalmente angustiado (25%), quase o dobro dos níveis relatados pelos entrevistados Millenials e da Geração X (13%) e mais do que o triplo dos níveis relatados pelos entrevistados da geração baby boomer (8%).

Incerteza e estresse, misturados com as pressões do mercado de trabalho, podem ameaçar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e levar ao esgotamento. Em pesquisa feita pela Employment Hero, mais de 50% dos entrevistados passaram por esse sentimento de esgotamento nos últimos três meses.

Os principais pontos apontados como causadores de desgaste nos funcionários são:

  • Falta de comunicação (48%)
  • Dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal (59%)
  • Carga de trabalho excessiva (73%)

Ou seja, um equilíbrio ruim entre vida pessoal e profissional e uma carga de trabalho excessiva podem levar ao estresse e esgotamento. Em outras situações acabam vindo a demissão.

As empresas devem entender que depositar mais e mais funções em um funcionário não é uma economia de custos, e pode ser caro a longo prazo.

O relatório do Bank of America descobriu que 25% dos trabalhadores da Geração Z mudaram de emprego no 1º semestre de 2022.

 

Foto Destaque: Pessoa angustiada. Reprodução/Vida Saudável

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo